A Apple anunciou seus resultados do trimestre de 2020 com números muito negativos para o iPhone. A empresa apresentou queda de 20% na receita com o celular em relação ao mesmo período de 2019, passando de US $ 33,36 bilhões no ano passado para US $ 26,44 bilhões.

A queda, embora repentina, tem explicação. Devido à pandemia de Covid-19, a Apple atrasou o lançamento do iPhone 12 em um mês, o que normalmente aconteceria no final de setembro. Como o exercício fiscal termina em setembro, a empresa perdeu o ímpeto de um novo celular em suas finanças.

A tendência é que, em decorrência desse atraso, o iPhone tenha um resultado bem mais forte do que o normal no último trimestre, acumulando tanto a demanda que não pode ser atendida entre julho e setembro quanto o período de festas, que inclui Natal e Black Friday.

Tudo indica que, se o iPhone tivesse sido lançado dentro do prazo normal, o trimestre teria sido estelar para a Apple. A empresa anunciou que suas outras divisões tiveram resultados positivos, com forte crescimento em iPads, Macs, roupas e serviços. Tanto é que mesmo com uma queda acentuada na receita do iPhone, que é o principal produto da empresa, a empresa teve um ligeiro aumento em sua receita total, que passou de US $ 64,04 bilhões para US $ 64,70 bilhões ao ano.

Também é interessante ver como as divisões da Apple se beneficiaram com a pandemia, apesar do iPhone, especialmente as divisões de Macs e iPads, que por tantos anos viram estagnação ou declínio, com mais pessoas procurando equipamentos para trabalhar em suas casas.

Iphone maçã iphone 12

By Carlos Jorge

"Proud coffee expert. Webaholic. Zombie guru. Introvert. Avid beer aficionado. Analyst. Total TV practitioner. Award-winning foodie. Student."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *