Polícia do RJ prendeu fugitivos suspeitos de violência contra mulher

A Polícia Civil do Rio de Janeiro lançou esta manhã a Operação Atena, que visa cumprir mandados de prisão contra foragidas da Justiça por crimes de violência contra mulheres.

Como 14 DEAMs (Polícia Especial para Mulheres) no estado participam de operação que ocorre em todo o Rio de Janeiro. As ordens de prisão foram emitidas pelos tribunais após investigações policiais concluídas por todas as delegacias estaduais. Segundo a GloboNews, pelo menos 14 suspeitos foram presos.

A operação de hoje não envolve fugitivos suspeitos por agressão dentro das comunidades. Decisão STF (Supremo Tribunal Federal) proíbe operações policiais em comunidades do Rio durante uma pandemia.

A diretora da DGPAM (Departamento Geral de Polícia de Atendimento à Mulher), delegação Sandra Ornellas, disse que o trabalho das delegacias especializadas resultou na megaoperação de hoje.

“Só em 2019, a DEAM entrou com ações diversas contra as mulheres contra 16.703 perpetradores de violência doméstica e doméstica, além de solicitar 20.930 medidas de proteção urgentes. O resultado desse trabalho é uma série de mandados de prisão a serem executados hoje”, disse. é.

Registre uma diminuição durante uma pandemia

Além disso, de acordo com a diretora da DGPAM, embora as delegacias para mulheres tenham mantido o atendimento durante todo o período de isolamento social, incluindo várias prisões em ação, houve uma redução no número de registros. Algumas delegacias chegaram a ter reduções de até 50%.

“Segundo o Supervisor de Violência do Instituto de Segurança Pública, reduzir o número de registros não significa que a violência contra a mulher esteja diminuindo, mas que poderia haver menos denúncias neste período de pandemia. disse o delegado.

By Daiana Juli

"Typical internet junkie. Entrepreneur. Reader. Web lover. Thinker. Future teen idol. Bacon scholar. Music aficionado."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *