Pesquisadores e cientistas vêm trabalhando há anos em maneiras eficientes de combater o vírus da imunodeficiência humana (HIV), incluindo a prevenção de infecções e possíveis complicações, como a AIDS. Nesse cenário, a Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) busca voluntários no Brasil para testar uma vacina contra o HIV. Se sua eficácia e segurança forem verificadas, será um feito sem precedentes para a ciência.

O estudo da USP se chama oficialmente Mosaic – e começou há cinco anos, de forma cooperativa, com instituições de outros países. Até agora, os voluntários que receberam a vacina produziram anticorpos e imunidade contra a infecção pelo HIV com sucesso. A pesquisa já foi aprovada nas fases pré-clínica, animal e fases 1 e 2 em humanos.

Pesquisa da USP busca voluntários para testar vacina anti-HIV (Imagem: Reproduction / Anna Shvets / Pexels)

Quem pode tomar a vacina contra o HIV?

No Brasil, cerca de 920 mil pessoas vivem com o vírus da imunodeficiência humana (HIV), segundo dados coletados pelo Ministério da Saúde. Diante desses casos, a nova pesquisa da USP seleciona como gays ou homens e mulheres bissexuais e homens ou mulheres transexuais de 18 e 60 anos.

Para promover a eventual imunização contra o HIV, a tecnologia utilizada na vacina em desenvolvimento é a de um vetor, ou seja, a informação genética de proteínas identificadoras do HIV é injetada em outro vírus, inofensivo para o homem. Por exemplo, essa técnica é adotada por algumas vacinas, também em desenvolvimento, contra o novo coronavírus (SARS-CoV-2), como o imunizador Oxford.

Quando o indivíduo é vacinado com o imunizador experimental para o HIV, o vírus inserido no corpo se multiplica e faz com que o corpo da pessoa reaja às proteínas que foram injetadas em seu material genético, produzindo anticorpos. Assim, o vacinado produz tanto a resposta imune contra proteínas do vírus inofensivas quanto outra resposta imune contra as proteínas do HIV.

Para participar da pesquisa, os interessados ​​devem entrar em contato com o Programa de Educação Comunitária da USP ou por e-mail.

Fonte: Agência brasil

Gostou deste artigo?

Assine seu e-mail no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas novidades do mundo da tecnologia.

By Gabriel Ana

"Passionate student. Twitter nerd. Avid bacon addict. Typical troublemaker. Thinker. Webaholic. Entrepreneur."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *