Brasil derrota Alemanha e segue preparação para a Copa do Mundo – Esporte

Gols de Tamires e Ary no primeiro tempo ajudaram o Brasil a vencer a Alemanha por 2 a 1 em Nuremberg na terça-feira, dando continuidade à preparação da seleção sul-americana para a Copa do Mundo Feminina.

Tamires aproveitou a falta de comunicação defensiva da Alemanha para marcar logo aos 11 minutos, Ary acrescentou outro no meio do primeiro tempo para colocar o Brasil em posição dominante.

O Brasil exibiu combinações fluidas e poderosas contra um time da casa desarticulado, com a vitória dos visitantes estragando o jogo de despedida do meio-campista alemão Dzsenifer Marozsan.

Mais de 30.000 pessoas lotaram o Estádio Max Morlock de Nuremberg, que foi o maior público para uma partida internacional feminina na Alemanha por mais de uma década.

O futebol feminino na Alemanha está no meio de uma onda de popularidade sem precedentes.

A derrota por 2 a 1 para a Inglaterra em julho passado na final do Campeonato Europeu atraiu 17,9 milhões de telespectadores, mais do que qualquer outro jogo masculino na Copa do Mundo no Catar.

A Alemanha entrou em jogo na sexta-feira após uma forte vitória por 1 x 0 fora de casa na Holanda, mas foi prejudicada pela ausência do goleiro Merle Frohms, que foi forçado a desistir devido a uma lesão nas costas.

A ausência de Frohms ficou clara desde o início, quando a brasileira Tamires aproveitou um erro da goleira substituta Ann-Katrin Berger para dar a vantagem aos visitantes.

O Brasil ampliou a vantagem 15 minutos depois, depois que Berger julgou mal um cruzamento de Ary e acertou a própria rede.

Uma Alemanha frustrada teve poucas chances no início, enquanto o Brasil mostrou crescente destreza e união sob o comando da técnica sueca Pia Sundhage.

Marozan, que venceu o Campeonato Europeu de 2013 e as Olimpíadas de 2016, anunciou sua aposentadoria em sua 112ª e última aparição com a seleção nacional antes do jogo.

Ela saiu do banco aos 64 minutos sob aplausos estrondosos, mas não conseguiu desencadear um ataque alemão desconexo.

O meio-campista alemão Jule Brand sofreu um gol nos descontos, mas não seria suficiente, já que o Brasil conseguiu uma vitória dominante.

O jogo foi uma vitrine do progresso constante do Brasil sob o comando de Sundhage, que chegou há quatro anos depois de conquistar duas medalhas de ouro olímpicas como técnico dos Estados Unidos.

Apesar de seu domínio no futebol masculino, o Brasil nunca venceu uma Copa do Mundo feminina, mas uma vitória sobre a Colômbia na final da Copa América de 2022 os tornou favoritos para a Copa do Mundo.

Também entre os candidatos antes do torneio, a Alemanha, duas vezes campeã, tem apenas dois amistosos restantes antes do início da competição na Austrália e na Nova Zelândia, em julho.

By Patricia Joca

"Professional troublemaker. Friend to animals everywhere. Social media expert. Dedicated analyst. Amateur entrepreneur."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *