Ainda não temos tecnologia para viajar no tempo, mas sim um vídeo divulgado pela agência espacial europeia (ESA) oferece um gostinho dessa experiência: mostra o movimento de estrelasvia Láctea, como visto aqui da Terra, ao longo dos próximos 1,6 milhões de anos.

Cada ponto brilhante no vídeo é uma estrela, e a trilha mostra o caminho que ela tomará ao longo de milhares de anos. As trilhas mais brilhantes e rápidas são as estrelas mais próximas de nós, e as mais fracas e lentas representam as estrelas Mais distante.

publicidade

A simulação foi possível graças ao terceiro pacote oficial de dados (EDR3) do satélite Gaia, operado pela ESA, que foi publicado no dia 3 de dezembro. O pacote contém informações detalhadas sobre mais de 1,8 bilhão de objetos celestes, incluindo a posição precisa, velocidade e trajetória orbital de mais de 330.000 estrelas até 325 anos-luz de distância do nosso sol. Isso nos permite estimar o movimento das estrelas com alta precisão.

Dessas estrelas, 40 mil foram escolhidas ao acaso para serem mostradas na simulação. Não é a primeira vez que os dados Gaia foram transformados em imagens impressionantes: um pacote de dados anterior (EDR2) foi usado para criar um mapa tridimensional da Via Láctea.

publicidade

Fonte: Space.com

By Carlos Jorge

"Proud coffee expert. Webaholic. Zombie guru. Introvert. Avid beer aficionado. Analyst. Total TV practitioner. Award-winning foodie. Student."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *