O maior peixe de água doce do mundo, uma arraia de 660 libras, foi capturado no Camboja

Aldeões cambojanos no rio Mekong capturaram o que os pesquisadores dizem ser o maior peixe de água doce do mundo, uma arraia que pesava cerca de 300 quilos e levou cerca de uma dúzia de homens para trazê-la para terra.

A fêmea de quatro metros de comprimento, chamada Boramy – que significa “lua cheia” em Khmer – foi solta de volta ao rio por causa de sua forma bulbosa depois de ser marcada eletronicamente para que os cientistas pudessem monitorar seu movimento e comportamento.

Cientistas e funcionários cambojanos e americanos medem a arraia gigante de água doce em 14 de junho na província de Stung Treng, no nordeste do Camboja.

“Esta é uma notícia muito empolgante porque era o maior peixe (de água doce) do mundo”, disse o biólogo Zeb Hogan, ex-apresentador do programa “Monster Fish” do National Geographic Channel e agora parte do Wonders of the Mekong. o Rio.

“Também é uma notícia empolgante porque significa que este trecho do Mekong ainda é saudável… É um sinal de esperança que esses peixes gigantes (aqui) ainda estejam vivos.”

Boramy foi pego em Koh Preah, uma ilha na parte norte do rio cambojano, na semana passada. Ela tirou o recorde de um peixe-gato gigante de 293 quilos capturado rio acima no norte da Tailândia em 2005.

Depois que um pescador fisgou a arraia – uma espécie ameaçada de extinção – ele entrou em contato com a Wonders of the Mekong, que ajudou a marcar a arraia e liberá-la de volta no rio.

Pesquisadores e autoridades estão se preparando para liberar a arraia gigante de água doce de volta ao Mekong.

O Mekong tem a terceira maior população de peixes do mundo, de acordo com sua Comissão do Rio – embora a pesca excessiva, poluição, intrusão de água salgada e degradação de sedimentos tenham levado ao declínio dos estoques.

De acordo com Wonders of the Mekong, as arraias, em particular, têm sido vulneráveis ​​a essas mudanças com mortes em massa, apesar das medidas de proteção, incluindo restrições de pesca e patrulhas fluviais.

By Carlos Eduardo

"Fã de música. Geek de cerveja. Amante da web. Cai muito. Nerd de café. Viciado em viagens."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *