Imagens recém-processadas capturadas por o telescópio espacial Hubble e o Gemini North Observatory, no Havaí, revelam detalhes da turbulenta atmosfera de Júpiter em vários comprimentos de onda, ajudando os cientistas a descobrir o que leva à formação das enormes tempestades do gigante gasoso.

Os cientistas processaram as imagens – gravadas em comprimentos de onda infravermelho, visível e ultravioleta – para permitir uma comparação interativa das diferentes visões das nuvens acima do gigante gasoso lado a lado.

By Gabriel Ana

"Passionate student. Twitter nerd. Avid bacon addict. Typical troublemaker. Thinker. Webaholic. Entrepreneur."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *