Especialista em salto triplo morre em rixa no Seixal

Esta quinta-feira, Emanuel Brandão, SP. O coordenador de atletismo de Braga, lamentou a morte de Ricardo Jaquité, ex-atleta do clube do Minho que faleceu no Hospital Garcia de Orta, em Almada, após ter sido apunhalado numa rixa na Arrentela, no concelho. do Seixal.

A vítima de 31 anos, natural do Seixal, encontra-se suspensa desde 2018 por ter sido positiva num controlo antidopagem efectuado durante um concurso.

Relacionados

Federação Portuguesa homenageia Ricardo Jaquité
Ex-atleta do Sporting e Sp.  Braga morre após ser esfaqueado em rixa no Seixal

“Lembro-me perfeitamente do Ricardo, era um excelente atleta, uma boa pessoa”, relembra o responsável pelo atletismo no Minho.

“Não era um Nélson Évora, mas disputou os três primeiros lugares a nível nacional. Mas nos últimos dois anos – desde que foi castigado – já não fazia parte do nosso staff. E nessa altura perdi a ligação com ele, que era mais institucional. Era um atleta que vivia em Lisboa e só em competições que nos conhecíamos ”, disse Registro.

Em seu site oficial, Sp. Braga apresenta as mais sinceras condolências à família e amigos de Ricardo Jaquité. “Atleta do SC Braga entre 2017 e 2018, destacando-se na modalidade Triple Jump”, refere o Minho

Por registro

1

Deixe o seu comentário

By Patricia Joca

"Professional troublemaker. Friend to animals everywhere. Social media expert. Dedicated analyst. Amateur entrepreneur."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *