(Foto: Divulga

O Flamengo foi condenado em primeira instância a pagar uma compensação a um Torcedor do Botafogo em decorrência dos transtornos enfrentados na compra de ingressos para o clássico entre rubro-negros e alvinegros, que aconteceu no dia 7 de março deste ano, no estádio do Maracan, no Rio de Janeiro, válido pelo Campeonato Carioca.

Isso porque, na época, apenas uma bilheteria do estádio funcionava. A fila e a demora na obtenção da passagem fizeram com que vários botafoguenses desistissem de entrar no Maracanã. A convicção exige que o Flamengo, principal do clássico, pagar R $ 1.000 de indenização e devolver passagem ao torcedor do Botafogo. O clube Gvea ainda pode apelar.

Após a vitória na Justiça, outros torcedores do Botafogo que se sentiram magoados no dia procuraram o advogado Sergio Queiroz, que ingressou no grupo contra o Flamengo. Hoje, ele representa cerca de 90 casos contra o clube rubro-negro por causa da desordem.

No dia do clássico, além da torcida do Botafogo reclamar que só havia uma bilheteria aberta, tanto para venda quanto para troca de ingressos comprados pela internet, outra reclamação de que o setor superior Sul do estádio do Maracan não estava aberto para a multidão branca.

By Patricia Joca

"Professional troublemaker. Friend to animals everywhere. Social media expert. Dedicated analyst. Amateur entrepreneur."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *