Everest: Sherpas desaparecidos no Nepal após serem soterrados pela neve

(CNN) Três Sherpas nepaleses estão desaparecidos depois de serem enterrados por um bloco de neve no Monte Everest, de acordo com um comunicado do Ministério do Turismo do Nepal na quarta-feira.

O trio forneceu materiais para construir e limpar uma rota a ser usada pelos alpinistas para a temporada de escalada da primavera deste ano para chegar ao topo da montanha mais alta do mundo.

De acordo com o comunicado, está a decorrer uma operação de busca e salvamento com recurso a helicópteros e equipas no terreno.

“Está ficando cada vez mais difícil procurar e resgatar os soterrados por uma avalanche. Ainda precisamos obter mais detalhes sobre o paradeiro dela. O departamento está procurando por eles em coordenação com as partes interessadas”, disse o diretor-geral do departamento, Hom Prasad Luitel, ao jornal estatal do Nepal, The Rising Nepal.

A avalanche aconteceu entre o acampamento base e o acampamento 1 no local chamado Damm.

A área ao redor da traiçoeira Khumbu Icefall – um trecho de geleira em forma de cachoeira congelada – é uma das seções mais traiçoeiras de uma rota usada para escalar a montanha de 8.848,86 metros (cerca de 29.032 pés). É o trabalho dos sherpas encontrar um caminho seguro através da geleira Khumbu.

A primavera é a melhor época para escalar o Monte Everest, embora alguns alpinistas possam optar por escalar no outono menos favorável.

De acordo com o departamento de turismo, um total de 243 alpinistas de 47 países receberam até agora permissão para escalar a montanha nesta primavera.

O Nepal abriga oito das dez montanhas mais altas do mundo, então o montanhismo é uma fonte significativa de renda, empregando grandes equipes de sherpas, guias e carregadores para apoiar grupos de alpinistas.

Sugam Pokharel da CNN relatou de Londres e Hira Humayun de Atlanta.

By Carlos Eduardo

"Fã de música. Geek de cerveja. Amante da web. Cai muito. Nerd de café. Viciado em viagens."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *