Bezzecchi conquista a primeira vitória da equipe de Rossi na MotoGP na Argentina chuvosa

Marco Bezzecchi conquistou a primeira vitória na MotoGP no Grande Prêmio da Argentina no domingo, também garantindo a primeira vitória da equipe Ducati de propriedade da lenda do motociclismo e sete vezes campeão da categoria de elite Valentino Rossi.

O italiano Bezzecchi terminou à frente do francês Johann Zarco com Alex Marquez largando da pole position, completando um pódio All-Ducati.

“Não costumo ser muito bom quando chove, mas hoje as sensações foram incríveis”, disse o italiano.

Bezzecchi, 24, também assumiu uma vantagem de nove pontos na classificação depois que o campeão mundial Francesco Bagnaia, vencedor da abertura da temporada no último fim de semana em Portugal, saiu da pista na volta 17 da corrida de 25 voltas.

Ele corria em segundo lugar neste momento antes de se recuperar e terminar em 16º. No entanto, uma posição tão baixa fez com que ele deixasse a Argentina sem pontuar.

“Esse tipo de queda é difícil de explicar, eu estava na mesma posição, tinha a mesma velocidade, o mesmo ângulo da volta anterior e caí. Eu estava talvez no limite, estava lutando pelo pódio ”, disse ele a Bagnaia.

Bezzecchi largou em segundo no grid, mas ultrapassou Marquez na primeira volta e raramente teve problemas para cruzar a bandeira quadriculada em 4,085s.

O piloto sul-africano da KTM, Brad Binder, que venceu a corrida de sábado de 15º no grid, terminou em 17º e último no domingo após uma queda na primeira volta.

Zarco, que largou de sexto no grid, disse estar “bastante satisfeito” com seu desempenho, que o colocou em terceiro lugar na classificação, 15 pontos atrás de Bezzecchi.

“Esta é uma pista onde temos boa aderência no molhado”, disse Zarco.

Completando o top 10 de domingo estavam Franco Morbidelli, Jorge Martin, o campeão mundial de 2022 Jack Miller, Fabio Quartararo, Luca Marini, Alex Rins e Fabio Di Giannantonio.

O ex-campeão mundial Joan Mir perdeu a corrida de domingo devido a lesões de sprint.

“Após um exame médico matinal, Joan Mir foi declarado inapto para o GP da Argentina pela MotoGP e equipe médica do circuito devido a traumatismo craniano e pescoço”, disse Honda.

O espanhol, que conquistou o título da MotoGP em 2020, caiu na primeira volta no sábado.

Ele sentiu náuseas e tonturas durante os exames médicos e agora vai voltar para a Europa e se preparar para o Grande Prêmio das Américas em Austin.

A Honda já estava perdendo o hexacampeão mundial Marc Márquez, que se machucou na abertura da temporada em Portugal.

A ausência de Mir reduziu a habitual grelha de domingo de 22 pilotos para 17, com Márquez, Enea Bastianini, o veterano espanhol Pol Espargaró e Miguel Oliveira a recuperarem das lesões de Portimão.

A corrida de Moto2 de domingo na Argentina foi vencida por Tony Arbolino, enquanto Alonso Lopez e Jake Dixon encheram o pódio.

As honras da Moto 3 foram para o japonês Tatsuki Suzuki, enquanto Diogo Moreira lutou contra Andrea Migno na linha de chegada pelo segundo lugar.

hdy-dj/kjm

By Patricia Joca

"Professional troublemaker. Friend to animals everywhere. Social media expert. Dedicated analyst. Amateur entrepreneur."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *