A Apple é uma das empresas mais inovadoras do mercado, conseguindo produzir equipamentos elegantes, mas com características que fazem a diferença no dia a dia do usuário.

Mas a marca da maçã já teve problemas legais devido a seus produtos. E a informação mais recente é que a Apple agora terá que pagar US $ 503 milhões à VirnetX por disputas de patentes.

A Apple terá que pagar US $ 503 milhões na guerra de patentes

Este conflito judicial entre a Apple e o VirnetX já dura 10 anos. Mas agora um júri de Tyler, Texas (EUA), chegou à conclusão de que a empresa de maçã deve pagar um total de $ 502,8 milhões (~ 430 milhões de euros) em danos à VirnetX. O veredicto foi alcançado em apenas 90 minutos.

No entanto, o CEO Tim Cook já lamentou a situação e disse que a Apple vai apelar da decisão.

Esta não é a primeira vez que VirnetX recebe dinheiro da empresa Cupertino. Em 2016 A Apple teve que pagar $ 302,4 milhões por violação de uma patente relacionada ao FaceTime.

Mas neste processo VirnetX acusa a Apple de violar as patentes VPN disponíveis no sistema operacional iOS. A empresa afirma que suas invenções derivam de tecnologia desenvolvida para a Central Intelligence Agency (CIA), e que a Apple as utilizou tanto em VPN quanto no FaceTime.

A VirnetX disse em tribunal que teria direito a $ 700 milhões (~ 600 milhões de euros). A Apple respondeu dizendo que devia apenas cerca de 133 milhões de dólares (~ 114 milhões de euros), e observando que o royalties não deve exceder 19 centavos por unidade. Mas o júri decidiu que o valor deveria ser de 84 centavos cada.

A Apple diz que esses processos sufocam a inovação

De acordo com um porta-voz da Apple em um comunicado:

Agradecemos ao júri pelo tempo dispensado e apreciamos sua consideração, mas estamos decepcionados com o veredicto e pretendemos apelar.

Esse caso já se arrasta há mais de uma década, com patentes que não estão relacionadas às principais operações de nossos produtos e foram consideradas inválidas pelo departamento de patentes. Casos como esse servem apenas para sufocar a inovação e prejudicar os consumidores.

Curiosamente, após a decisão, as ações da VirnetX aumentaram 21,8%. Mas a empresa ainda não respondeu aos pedidos de comentários.

Enquanto isso, VirnetX também tem outras contas de rosário para se preocupar. A empresa é acusada de um quinto de seus funcionários pertencer à família do CEO Kendall Larsen. Um processo pendente no Tribunal de Delaware acusa a empresa de nepotismo e falhas em seu governo.

Leia também:

By Carlos Jorge

"Proud coffee expert. Webaholic. Zombie guru. Introvert. Avid beer aficionado. Analyst. Total TV practitioner. Award-winning foodie. Student."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *