a Organização Mundial da Saúde emitiu um novo alerta na segunda-feira sobre a variante Omicron do novo coronavírus, dizendo que pode ser perigoso tanto para aqueles que estão totalmente vacinados quanto para aqueles que podem ter sido previamente infectados.

  • “Agora há evidências consistentes de que o Omicron está se espalhando significativamente mais rápido do que a variante Delta”, disse o Diretor Geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, na segunda-feira, por Reuters.
  • “E é mais provável que as pessoas que foram vacinadas ou recuperadas do COVID-19 possam ser infectadas ou reinfectadas”. disse Tedros.

Portanto Cientista-chefe da OMS, Soumya Swaminathan disse que era “imprudente” concluir que a variante Omicron causa apenas sintomas leves.

  • A variante Omicron escapa das respostas imunológicas, disse ela.
  • As seringas de reforço devem ser direcionadas a pessoas com sistema imunológico fraco, Swaminathan adicionado.

1 novo estudo recentemente proposto Variante Omicron de COVID-19 é “claramente resistente” às ​​vacinas COVID-19 atuais, tratamentos com anticorpos e vacinações de reforço da vacina COVID-19, como escrevi para eles Notícias do deserto.

  • “Descobrimos que (Omicron) é marcadamente resistente à neutralização por soro não apenas em pacientes convalescentes, mas também em pessoas que foram vacinadas com uma das quatro vacinas COVID-19 amplamente utilizadas. Mesmo o soro de pessoas que foram vacinadas e reforçadas com vacinas baseadas em mRNA mostraram atividade neutralizante significativamente reduzida contra B.1.1.529. “ disse o estudo.

Ainda assim, especialistas – como Dr. Anthony Fauci, o consultor médico da Casa Branca sobre coronavírus – recomenda que as pessoas tomem suas vacinas de reforço para se protegerem do Omicron CNBC.

  • “Nossos programas de reforço funcionam contra a Omicron”, disse Fauci.

By Carlos Eduardo

"Fã de música. Geek de cerveja. Amante da web. Cai muito. Nerd de café. Viciado em viagens."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *