A Microsoft vem errando feio nos updates do Windows 10, temos visto muito por aqui no Arena 4G matérias de atualizações que causam travamentos, tela azul e até mesmo a que deletou arquivos de usuários, mas agora isso tende a mudar, já que a empresa criou um sistema para evitar que isso se repita com tanta frequência, com uma ferramenta que identifica e remove automaticamente os pacotes defeituosos que causem transtornos ao sistema operacional.

A novidade foi descoberta através de uma página de suporte da Microsoft, nela é descrito como o sistema irá se comportar quando for detectado que uma atualização recente causou um erro de inicialização do Windows.

Funciona assim: quando um update com problema for detectado, o Windows irá desinstalar o pacote que causou o problema e reverter para uma versão anterior do sistema que estava funcionando normalmente. Em seguida, a atualização ficará retida e indisponível por 30 dias para garantir que ela não será reinstalada assim que o PC for desligado novamente.

Não está claro até o momento, no entanto, se o Windows será capaz de reverter o update nos casos das grandes atualizações que são liberadas a cada semestre pela Microsoft. No ano passado, o recurso teria sido bastante útil com a problemática atualização de “outubro”, que causou tantos transtornos que só foi liberada de forma definitiva em dezembro.