Usaremos a tecnologia para um censo suave e preciso – NPC

Antecipadamente do censo de 2023, a Comissão Nacional de População disse que estava disposta a usar a tecnologia que tornaria o exercício suave e preciso.

Por isso, disse que treinará adequadamente sua equipe sobre como usar os dispositivos do Personal Device Assistant para evitar problemas durante o exercício, acrescentando que os dispositivos serão configurados para o exercício.

A Nigéria teve seu último censo em 2006 e não conseguiu realizar o próximo exercício em 2016.

O Sunday PUNCH relata que o censo, agendado para 29 de março a 2 de abril de 2023, será realizado com tecnologia que é considerada a primeira na história do país.

Após reservas em alguns círculos sobre o uso seguro da tecnologia, especialmente porque ela está sendo usada para o exercício pela primeira vez no país, o porta-voz da comissão Isiaka Yahaya disse ao nosso correspondente em uma entrevista na sexta-feira que o NPC está totalmente preparado para o exercício.

Ele afirmou: “A Comissão Nacional de População usará a tecnologia para realizar o censo de 2023 e estamos fazendo um grande progresso. O componente tecnológico mais importante do censo é o uso dos dispositivos de assistência digital pessoal. Esta é a ferramenta usada para coletar dados em vez do papel que usamos.

“Nesse sentido, recebemos um número significativo de PDAs necessários para o censo e esses PDAs estão sendo configurados. Também estamos tentando ver como outras agências irmãs também estão usando PDAs e como elas podem nos apoiar emprestando-nos temporariamente alguns dos PDAs. Também estamos trabalhando para que alguns dos países africanos que realizaram censos digitais também usem seus dispositivos no curto prazo.

“Então, em geral, direi que estamos prontos para implantar a tecnologia e estamos confiantes de que a tecnologia que implantaremos não apenas garantirá a condução tranquila do censo, mas também nos fornecerá dados precisos e confiáveis.”

Ele observou que, devido à natureza técnica do equipamento, o treinamento para quem operaria as máquinas estava em andamento.

Ele acrescentou: “O que aprendemos é que precisamos treinar e reciclar nossa equipe e garantir que eles tenham experiência prática para serem proficientes na tecnologia. Passamos cerca de 12 dias treinando nossos medidores para não termos os desafios de que você falou.”

By Carlos Henrique

"Introvertido amigável. Estudante. Guru amador de mídia social. Especialista em Internet. Ávido encrenqueiro."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *