Desde 2018 a Claro vem veiculando uma propaganda referente ao seu 4,5G sendo esta considerada um 4G (LTE), que consegue ser 10 vezes mais rápida do que a original, no próprio site da operadora e em suas redes sociais a empresa usa a marca 4,5G dando enfase ao 5G. Ao que um editor do The Verge chamou de atitude “incrivelmente desonesta” e “preguiçosa”.

Depois de ouvir a um podcast do canal sobre 5G, o qual trata sobre um recente processo aberto pela operadora Sprint, nos Estados Unidos, contra a operadora AT&T pelo anúncio indevido de uma suposta rede “5G evoluída”, um brasileiro enviou uma imagem da propaganda da Claro sobre o 4.5G, via Twitter, a um dos editores do site. Bastou isso para que as críticas começassem.

De acordo com a matéria do The Verge, assim como a AT&T está tentando persuadir as pessoas a acreditar que a rede 4G avançada seria, na realidade, comparável ao 5G, a Claro está tentando usar a mesma estratégia. O que as diferencia, é que a AT&T chamou a sua tecnologia de rede de “5G Evolution”, enquanto a propaganda da Claro se apoia no apelo visual, colocando ênfase no “5G”.

No site da Claro, a empresa confirma que o 4.5G é o nome comercial usado para o LTE Advanced-Pro, a tecnologia avançada de redes móveis que possibilita mais velocidade em jogos online e streaming de mídia. Essa tecnologia foi atingida graças a uma série de funcionalidades técnicas na rede, como a agregação de frequências, e, até o momento, poucos aparelhos oferecem suporte ao LTE Advanced-Pro.

Apesar da crítica, o autor da notícia achou o nome comercial “4.5G” da Claro “menos pior” que o “5G E” da AT&T. Porém, afirma: “não sei qual é a pior: a AT&T, por mentir tão abertamente, ou a Claro, por fazer isso tão mal”.


Após publicação desse artigo, a Claro entrou em contato com o Arena 4G por meio do e-mail e afirma o seguinte:


“A Claro esclarece que seu logotipo 4.5G segue padrões internacionais. O tamanho da fonte já foi tema de discussão, no ano passado, no Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária), que reconheceu que a grafia do 4.5G da Claro está aderente às normas publicitárias e legais do Brasil.”