Uma mulher de 90 anos da Irlanda do Norte é a primeira pessoa no mundo a receber a vacina Pfizer / BioNTech para covid-19 fora de um ensaio clínico, marcando assim o início da campanha de vacinação no Reino Unido.

Margaret Keenan diz para BBC sentir “muito privilegiado” por ser a primeira a receber o medicamento no Hospital Universitário de Coventry, onde está internada. Será 91 na próxima semana e este é “o melhor presente de aniversário antecipado”, disse.

Eram 6h30 na cidade do centro de Inglaterra, à mesma hora em Lisboa, quando a enfermeira Matrona May Parsons inoculou a primeira das 800.000 doses da vacina Pfizer / BioNTech que vão ser administradas nas próximas semanas, deve chegar a 4 milhões de inoculações no final do mês.

“Sinto-me tão privilegiado por ser a primeira pessoa vacinada contra a Covid-19, é o melhor presente de aniversário antecipado que poderia desejar, porque significa que finalmente poderei passar um tempo com minha família e amigos no ano novo, depois de ter ficado sozinha a maior parte do ano “.

“Não posso agradecer maio [enfermeira] e a equipe do NHS [SNS britânico] quem cuidou de mim e meu conselho a quem é oferecido a vacina é que pegue – se eu consigo aos 90, os outros também podem ”.

Jacob King / AP

O “Dia V” no Reino Unido

Para o ministro da Saúde britânico, Matt Hancock, este é um “momento histórico”, tendo referido a data como “Dia V” [uma referência ao Dia da Vitória da II Guerra Mundial]. Segundo o ministro, a previsão é de que até o Natal 4 milhões de pessoas sejam vacinadas.

País europeu mais afetado pela crise pandêmica (com mais de 61 mil mortes e mais de 1,7 milhão de casos de infecção), o Reino Unido é o primeiro país do mundo a ter autorizado o uso da vacina anti-covid-19 desenvolvida pela o grupo farmacêutico americano Pfizer e a empresa alemã BioNTech e será o primeiro país ocidental a iniciar sua campanha de vacinação.

Em nota divulgada no fim de semana, Matt Hancock disse que os primeiros grupos a receber a vacina serão “os mais vulneráveis ​​e os maiores de 80 anos”, bem como funcionários de lares e idosos e do serviço público de saúde Britânico (NHS).

Vacina Pfizer / BioNTech contra covid-19

As especificidades da vacina Pfizer / BioNTech, que deve ser mantida a 70 graus negativos, representam um desafio logístico, frisaram as autoridades sanitárias britânicas, que indicaram que as doses têm de ser transportadas por empresa especializada e que o seu descongelamento demora várias horas .

O Reino Unido encomendou 40 milhões de doses da vacina Pfizer / BioNTech, o que permite proteger 20 milhões de pessoas, já que essa vacina é administrada em duas doses. Inicialmente, 800 mil doses estarão disponíveis no Reino Unido.

Apesar da rapidez com que o regulador britânico aprovou a vacina Pfizer / BioNTech, a diretora-executiva da agência, June Raine, reiterou que “os mais altos padrões” normas internacionais foram aplicadas.

► Farmacêuticos Pfizer e BioNTech anunciou na segunda semana de novembro que sua vacina BNT162b2 contra a Covid-19, alcançou 90% de eficiência de teste. Uma semana depois, eles anunciaram que haviam concluído os testes com 95% de eficácia. Em 19 de novembro, o chefe da BioNtech revelou a possibilidade de que o a vacina pode começar a ser administrada antes do Natal e anunciou no dia seguinte que havia entrado com um pedido de aprovação de emergência junto ao FDA.

O O Reino Unido foi o primeiro país a aprovar a vacina Pfizer / BioNTech. e o primeiro a administrá-lo à população.


Mais de 1,5 milhões de mortos e 67 milhões de casos em todo o mundo

A pandemia covid-19 causou pelo menos 1.535.987 mortes resultantes de mais de 67 milhões de casos de infecção em todo o mundo, de acordo com um relatório feito pela agência francesa AFP.

Os países que registraram o maior número de novas mortes são Estados Unidos, México e Itália

Entre os países mais atingidos, a Bélgica tem o maior número de mortes em relação à sua população, seguida por Peru, Espanha e Itália.

Links Úteis

By Carlos Eduardo

"Fã de música. Geek de cerveja. Amante da web. Cai muito. Nerd de café. Viciado em viagens."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *