Redação

Tópicos

Sérgio Vieira, treinador da Farense, viu a sua equipa dominar e justificar um triunfo sobre o Marítimo

Vitória: “Foi uma vitória importante. Dependendo de onde estivéssemos na tabela e do que estivéssemos fazendo no campeonato, era importante manter a mesma atitude, mas para ganhar pontos. Jogando pior ou melhor, dominando mais ou menos, mais importante era atingir o objetivo. “

Exibição: “Hoje jogamos melhor que o nosso adversário no capítulo defensivo. Jogar futebol é também, sem bola, ser organizado e rígido na ocupação dos espaços. Não tínhamos discernimento para evitar tanto bater na bola, mas isso é também o resultado das circunstâncias, das mudanças que tivemos, de nos adaptarmos a essas mudanças, que foram feitas com muito mérito. O grupo interpretou bem as ideias, dadas as dificuldades de estruturar um onze, mas acabámos por ser rigorosos e eficazes.

Pressão: “A pressão que existe é interna, para tentar atingir os nossos objectivos, não é externa. E essa pressão pressupõe responsabilidade pelo clube, pela sua história, pela cidade de Faro e pelos adeptos, que muito merecem esta vitória, diante da crise financeira. eles estão passando nesse momento. Foi um triunfo dedicar a pessoas que estão passando por muitas dificuldades. o palco, sofre muito até o fim e também temos nossos apoiadores, indiretamente presente. “

Objetivo: “Continuamos a fazer o nosso trabalho com rigor e responsabilidade. Às vezes o resultado não sai, hoje aconteceu. Temos que fazer os resultados acontecerem semana a semana”.

By Patricia Joca

"Professional troublemaker. Friend to animals everywhere. Social media expert. Dedicated analyst. Amateur entrepreneur."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *