Mesmo após os vários relatos de explosões do Galaxy Note 7 e da Samsung ter descontinuado o aparelho exigindo que os clientes o devolvam, cerca de 1 milhão de pessoas ao redor do mundo ainda estão utilizando o dispositivo normalmente.

Este dado preocupou ainda mais a Samsung com relação a segurança de seus clientes, por isso a sul-coreana resolveu tomar mais uma medida drástica envolvendo o portátil, a de cortar sua comunicação com as redes de telefonia móvel.

A medida terá início no dia 18 de novembro, por enquanto, apenas na Nova Zelândia, onde donos do Note 7 não conseguirão mais registrar seus aparelhos em redes de telefonia móvel, ficando inaptos a realizar e receber chamadas, SMS, e usar internet móvel.

No site oficial da Samsung na Nova Zelândia a empresa sugere que seus clientes devolvam o Note 7 ao lugar que compraram, e peçam uma troca ou devolução de seu dinheiro, e que desde hoje (04) até o dia 18 de novembro entrará em contato com seus clientes para certificar-se que receberam o aviso.

A medida também deve parar a venda ilegal do dispositivo que ainda é vendido em diversas lojas pelo mundo.

Via: Gizmodo