Pros

Baixo preço(Lá fora)
Bom desenpenho
Boa tela
Scanner de impressão digital que funciona muito bem

Contras

Sem carregamento sem fio
Sem NFC
Vários bugs de software
Muita propaganda no software

 

Introdução

Em seu curto período de tempo como um fabricante de smartphones, a OnePlus demonstrou habilidade para conseguir abalar as estruturas das empresas rivais recebendo a atenção de pessoas que amam a tecnologia e smartphones. A combinação de características com base nos tops de linhas de seus rivais, juntamente com o baixo custo de seu smartphone vem atraindo a cada dia mais fans por todo o mundo, inclusive aqui no  Brasil.

oneplus-logo2

É um novo ano, e isso significa um novo smartphone OnePlus. O OnePlus 2 segue os passos de seu antecessor em promissoras características top de linha, com um preço baixo (Fora do Brasil).

Existem também algumas diferenças significativas de software desta vez. Diferentemente da maioria dos fabricantes de smartphones, que podem continuar a evoluir o sua modificação do Android com novas funcionalidades e uma experiência geral mais polido, a OnePlus escolheu para começar de novo com software, este ano com os OxygenOS desenvolvido internamente pela empresa, ao em vez de usar novamente a Cyanogen OS.

Enfim neste review do Oneplus 2, vamos destrinchar o novo top de linha da empresa, e concluir se vale a pena ou não investir em uma importação do produto, já que a fabricante não atua e nem envia dispositivos para o solo Brasileiro, confira.

Design

O dispositivo não é tão parecido com o seu predecessor. Esse aspecto pode dividir opiniões, visto que alguns usuários podem achar o design do novo modelo uma leve evolução em relação ao OnePlus One. Se compararmos outras “sequências” disponíveis no mercado, como o Galaxy S6 Edge e o S6 Edge Plus, podemos perceber que o trabalho feito pela OnePlus tem lá seus méritos.

A versão do OnePlus 2 que estamos testando apresenta o revestimento Sandstone Black, uma espécie de arenito na cor preta. Esse acabamento é o mesmo disponível no OnePlus One. Com relação ao primeiro modelo, a sensação que temos é a de que o novo revestimento está menos áspero e texturizado, como se este fosse ligeiramente inferior ao do modelo anterior.

A parte de trás do OnePlus 2 é removível, mas não se deixe enganar, a bateria do dispositivo não pode ser retirada pelo usuário.

A razão pela qual a tampa da bateria do OnePlus 2 é feita de um plástico frágil é para poder permitir a troque de tampas traseiras. A OnePlus tentou isso anteriormente com as tampas StyleSwap do modelo original OnePlus One, e os resultados foram desastrosos (que, na verdade, levou a empresa a cancelar tal acessório).

O novo revestimento faz com que a troca da tampa traseira seja mais fácil e menos arriscada, e cada case opcional é comercializada por 49 dólares (R$ 170 sem impostos + taxas). Elas estão disponíveis em três tipos de textura, em madeira, em fibra de Kevlar, em bambu, em preto damasco e em jacarandá.

Essas variantes vem da China, Marrocos e América do Sul, e certamente são opções melhores do que o preto em arenito, embora o revestimento amadeirado seja ligeiramente escorregadio.

Por outro lado, a OnePlus fez melhorias significativas nos botões do dispositivo. Tanto o botão de energia quanto o de volume estão posicionados ao lado direito do dispositivo. Eles estão mais fáceis de serem reconhecidos pelo usuário.

O botão físico inserido na parte frontal do disposto funciona como um sensor de impressões digitais, como o qeu encontrado no Galaxy S6. A tampa traseira acomoda uma bandeja para o cartão dual-SIM, e não existe entrada para cartão microSD no OnePlus 2.

As saídas de áudio e USB estão posicionadas no mesmo lugar em comparação com o modelo predecessor. A entrada para os fones de ouvido foram levadas para a parte superior do dispositivo. O alto-falante é mono e está maior e mais espaçado do que o encontrado no OnePlus One.

Não tivemos problemas com o manuseio deste telefone, que é sempre uma grande desvantagem quando se trata de dispositivos com telas grandes, e a qualidade de construção sólida do telefone certamente será apreciada por qualquer usuário. No geral, o OnePlus 2 é um dispositivo com acabamento Premium, especialmente quando comparado com o seu antecessor. Quando considerada contra os concorrentes, a OnePlus tem feito um grande trabalho de manter sua linguagem de design e elementos distintos e únicos.

Tela

O OnePlus 2 possui uma tela LCD de 5,5 polegadas com resolução Full HD (1920 x 1080 pixels) revestida com Gorilla Glass 4. O display é bom, mas não excepcional. Mesmo com um brilho de tela atingindo 600 nits a tela do One Plus 2 não é tão brilhante como deveria ser. Isso não é algo ruim, visto que um brilho forte demais iria interferir no rendimento da bateria.

Além dessa ausência de brilho a tela carece um pouco de cores vibrantes. As cores são bem pronunciadas, semelhantes às do LG G3. Embora, pessoalmente, tenha achado as cores do OnePlus 2 um pouco desbotadas.

Deixando as preferencias de cores e brilho de lado, o OnePlus 2 traz outro leve inconveniente: os ângulos de visão. Não me interprete mal, o dispositivo possui uma tela totalmente aceitável para sua faixa de preço, mas ela não possui a mesma qualidade presente em diversos smartphones, como o Moto X Play.

A escolha da OnePlus pela resolução Full HD foi certeira, visto que essa proporção entrega uma eficiência energética melhor em comparação às telas QHD. Entretanto, a resolução Full HD pode incomodar os usuários que exigem números maiores em tudo. Pessoalmente, a resolução Full HD é uma excelente escolha.

Software

A OnePlus teve uma ruptura com Cyanogen Inc. no ano passado, o que resultou em um calendário acelerado para a sua própria ROM OxygenOS. Isso é o que vemos no OnePlus 2, e parece competente, se talvez um pouco de luz sobre características. A interface do usuário é intocada, parece a stock do Android 5.1, que é uma coisa boa. Aplaudimos a OnePlus por dominar o desejo que muitas fabricantes tem de customizar a interface do usuário do Android.

Há um punhado de recursos extras embutidas na OxygenOS, alguns dos quais são bastante útil. Há uma interface de edição para o painel de configurações rápidas, por exemplo. Nas configurações do sistema principal, você também vai encontrar uma entrada tema. Agora ele só permite que você alternar para um modo escuro e escolher uma cor de destaque, mas eu sei o quanto algumas pessoas odeiam a interface do usuário do sistema branco do Lollipop.

O Android Marshmallow vai introduzir um bom gerente de permissão de sistema, mas OnePlus tem, basicamente, replicada a versão Cyanogen em OxygenOS. É bom se você deseja bloquear alguns aplicativos de fazer as coisas que você não gosta, mas esteja ciente de que poderia quebrar as coisas.

 

Os gestos com atela são provavelmente os meus favoritos, e são ainda mais utilizados na OxygenOS. Você pode desenhar um “O” na tela para acordar para a câmera, um “V” para alternar a lanterna e controle de reprodução de mídia com setas e um símbolo de pausa de dois dedos. Há um duplo toque para acordar bem, mas nenhum gesto correspondente para colocar o telefone para dormir.

A Oxygen OS tem seu próprio drawer, e eu realmente não entendo por que eles se importam. É quase o mesmo visualmente como AOSP / Google Now, mas você pode mudar o tamanho da grade e uso pacotes de ícone de gaveta app. Não há nenhuma integração do Google Agora, obviamente, mas há um recurso chamado Shelf em seu lugar à esquerda do painel da tela inicial principal. Esta interface mostra os aplicativos usados ​​com freqüência, contatos frequentes e as condições meteorológicas. Não há nada de errado com ele. Eu só não acho que é particularmente útil ou um bom uso do espaço. Eu suspeito que o lançador só existe assim uma versão ajustada do que pode ser usado na oxygen OS para o mercado chinês.

 

Estabilidade tem sido um pouco de um problema para mim, mas não é terrível. Alguns aplicativos como oportuna e Fenix ​​dão muito crashy, e o telefone travou algumas vezes. Parece um pouco menos estável do que os telefones emblemáticos que eu uso, que executam o software mais maduro. OxygenOS não é ruim, considerando que só existe por alguns meses.

Desempenho e duração da bateria

Você provavelmente está se perguntando como o Snapdragon 810 mantém-se no OnePlus 2. Afinal, este chip tem obtido temperaturas muito altas em todos os smartphones em que foi implementado. Ao anunciar o telefone, a OnePlus prometeu que o snapdragon 810 do OP2 iria trabalhar com temperaturas bem mais frias do que em outros telefones. Bem, é claro que o chip em si está se aquecendo sob uma boa carga, a temperatura do chip pode facilmente atingir de 57 a 70 graus (jogando jogos, instalação de aplicativos, etc.), e do exterior do telefone pode chegar a um 46 graus desconfortáveis.

O que realmente importa é como o chip acelera em resposta a esse calor. Para testar isso, eu rodei o AnTuTu benchmark no OnePlus 2, quando foi se refrescar e “pré-aquecido” de jogar um jogo high-end. Você pode ver os dois resultados de benchmark abaixo, mostrando uma queda de energia de processamento (cerca de 13%) no espaço de poucos minutos. Isso coloca-lo abaixo benchmarks para o Note 4 e ZenFone 2 e apenas um pouco melhor do que o OnePlus One.

O OnePlus 2 tem uma bateria de 3300mAh, que é um pouco maior do que um número de outros telefones que param em um 3000mAh rodada agradável. A célula de lítio-íon maior (não removível) faz o telefone um pouco mais grosso do que eu gostaria, mas essa é a diferença entre a boa vida e vida da bateria medíocre.

Talvez este telefone iria melhorar a vida da bateria se não estavesse com um Snapdragon 810, mas eu acho que nunca saberemos. O Oneplus 2 é um telefone que você vai usar e abusar, o dia inteiro, usufruindo de todos os seus recursos ao máximo, más, e ele não vai fazê-lo tão rápido quanto os modelos mais caros. A falta de Carregamento Rápido significa que vai demorar mais de duas horas para ter seu Oneplus 2 com 100% de carga na bateria.

Câmera

A OnePlus fez um grande negócio com a câmera do OP2. Ele adiciona alguns recursos que estavam faltando a partir do primeiro telefone, incluindo estabilização ótica de imagem e foco automático assistida por laser. O sensor é 13MP, que eu acho que é bom para um smartphone high-end. A forma como ele processa imagens é mais importante do que ter o maior número de megapixels.

Em ambientes externos, a câmera do OnePlus 2 tira ótimas fotos, como fazem a maioria dos telefones. A focagem automática a laser parece funcionar como esperado, o que lhe permite adquirir o alvo rapidamente. Fotos capturas são rápidas na luz brilhante e as cores parecem precisas para mim. Estou vendo alguns problemas com consistência exposição, no entanto, as imagens tendem a ter algumas áreas estouradas, acho que porque o software inclina-se para manter o quadro geral mais brilhante, em vez de compensar as áreas que podem ser muito claras.

Camera-Oneplus-2

 

O OnePlus 2 faz um bom trabalho dentro de casa também, mas fica atrás em relação do desempenho da câmera que você deseja obter com um telefone emblemático. Algumas lags realmente começam a tornar-se visíveis, se você não tem luz perfeita. Um ou dois segundos entre pressionar o botão e capturar uma imagem é bastante comum.

Confira algumas imagens tiradas com o aparelho:

No geral, a câmera OnePlus 2 é boa, mas não em qualquer lugar perto de um telefone como o G4 ou Galaxy S6. Ele não custa muito menos, embora, o desempenho seja melhor do que os telefones que custam $250 la fora, então, eu suponho que você poderia dizer que o desempenho da câmera é apenas o que você esperaria para o preço que você está pagando.

Vale a pena?

A Oneplus fez um excelente trabalho no Oneplus 2, más o dispositivo ainda deixa a desejar no quesito processador, e sem dúvidas é um ótimo smartphone com custo-beneficio la fora, más não poderemos dizer isto aqui no Brasil, já e possível encontrar o aparelhos em sites de comercio internacionais como e-bay, e AliExpress por salgados R$2.599 (sem os impostos que nosso amigo governo gosta de adicionar ao valor), no mercado livre encontramos o dispositivos por salgados R$2899 sem a taxa que será cobrada na alfandega, em um chute eu penso que o dispositivo pode sair custando certa de R$3.499 caso seja feia a importação, incluindo as taxas alfandegarias, então fica a seu critério, vale a pena pagar tanto por um dispositivo com as qualidades e defeitos do Oneplus 2???