A Samsung optou por não implementar reconhecimento por íris do Galaxy S10 Plus para focar no leitor de impressões digitais embutido na tela do aparelho e no reconhecimento facial, o problema é que quando o assunto é reconhecimento do rosto do usuário a tecnologia por traz disso ainda é muito fraca e deixa a desejar.

O recurso, como já é um histórico sempre foi fraco em qualquer smartphone Android, e isso não mudou nada com o Galaxy S10 Plus que ainda pode ser enganado com uma fotografia do usuário.

Quem fez a experiência foi o blog italiano SmartWorld que mostra o problema de forma detalhada. O processo é muito simples, basta posicionar uma foto na frente do Galaxy S10 Plus para que o acesso ao celular seja liberado. Outros experimentos também já mostraram ser possível repetir isso com vídeos do rosto do usuário.

Não é recomendado utilizar essa tecnologia no Andorid, já que o algorítimo por traz disso não tem a capacidade de analisar as feições do rosto de algum, algo que a Apple já conseguiu resolver com o lançamento do iPhone X e seu aperfeiçoado reconhecimento facial.