Os avanços tecnológicos no segmento de saúde têm potencializado as ferramentas já utilizadas no tratamento de doenças, como o câncer de mama. A doença desperta um alerta para a necessidade de cuidados em relação à saúde e ao autocuidado, que é primordial na descoberta.

Esse tipo de câncer pode estar ligado à genética, à exposição ao hormônio estrogênio, entre outros fatores. A radioterapia, uso da radiação para tratar a doença, é uma grande aliada no tratamento além de cirurgias, bloqueio hormonal e quimioterapia.


Mais em: Outubro Rosa: veja como fazer o autoexame


“A radioterapia tem funções bem estabelecidas em vários estágios da doença do câncer de mama. Na maioria das vezes, pode ser usado para tratamento após cirurgia conservadora da mama. Em outros, o tratamento pode ser feito após a remoção da mama ou em conjunto com quimioterapia. Em alguns casos selecionados, a radioterapia pode ser usada isoladamente, como paliativa ou com efeito anti-sangramento ”, explica o radiologista Daniel Przybysz, que faz parte da equipe do Radioserra – Centro Regional de Radioterapia.

Um estudo recente publicado por Nature Communications revela que o duplo bloqueio de CD47 e HER2, proteínas que podem ser resistentes ao tratamento com radioterapia, já é uma realidade. Nestes casos, o tumor não corresponde aos efeitos desejados pelo tratamento, podendo ser por motivos biológicos ou não.

“Este é um estudo feito em nível molecular para investigar o possível benefício do bloqueio de duas vias que ajudam a reduzir o efeito do tratamento desejado. Se os benefícios do duplo bloqueio forem comprovados em estudos de fase III, ou seja, o uso desse tipo de tratamento mostra uma boa vantagem para os pacientes quando comparado ao que fazemos hoje, podemos dar esperança aos pacientes de que o tratamento usual não está funcionando ”, Explica Przybysz.

A equipe do Centro Regional de Radioterapia, já acredita que o estudo pode colaborar com os casos atendidos em Petrópolis. Após a aprovação dos órgãos reguladores, em pouco tempo, a técnica já pode ser realizada na cidade.

Para atender integralmente os pacientes, a unidade conta com tecnologia de ponta, equipe multidisciplinar de alta qualidade com Radio-Oncologistas, Médicos, Dosimetristas, Enfermeiros Oncologistas e Técnicos qualificados, proporcionando uma melhor qualidade de vida ao paciente, antes, durante e depois, resultando no reconhecimento da RadioSerra como o Centro Regional de Radioterapia de referência no tratamento do câncer na região serrana.

“O uso do duplo bloqueio envolve uma equipe multidisciplinar, com oncologista clínico, patologia, radio-oncologia, entre outros. Todos nós temos isso aqui. Agora só precisamos das evidências científicas mais relevantes e da aprovação dos órgãos ”, pontua o médico.

Ao apontar que Petrópolis é uma das cidades que poderão fazer o tratamento, o especialista leva em consideração o fato de que o Radioserra já oferece planejamento e tratamento com base em um Sistema Informatizado de Planejamento e Gestão e Controle do Tratamento que garante o atendimento preciso alcance dos pacientes. feixes de radiação no tumor, salvando os tecidos saudáveis ​​ao redor do tumor tanto quanto possível, resultando em tratamentos mais seguros e rápidos com menos aplicações e maior precisão. “Aqui na Radioserra temos um tomógrafo próprio, para que possamos inserir as imagens dos pacientes no Sistema de Planejamento Informatizado que permite que as estruturas sejam tratadas e o entorno seja visualizado em três dimensões, resultando em maior precisão na entrega dos a dose, o conforto, a rapidez no planejamento e no tratamento ”, finaliza Daniel.

O Radioserra – Centro Regional de Radioterapia está localizado na Rua Dr. Sá Earp, 309 – Parte (25625-073) Morin. Mais informações podem ser obtidas pelos telefones (24) 2246-1724 e (24) 2237-5742, no site www.radioserra.com e redes sociais.

By Gabriel Ana

"Passionate student. Twitter nerd. Avid bacon addict. Typical troublemaker. Thinker. Webaholic. Entrepreneur."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *