Pioli não pensa no clássico de Milão da Liga dos Campeões após o triunfo do Napoli

Stefano Pioli disse que não estava pensando em um possível clássico do Milan nas semifinais da Liga dos Campeões, depois que seu time do AC Milan derrotou o Napoli nas oitavas de final na terça-feira.

O Milan venceu por 2 x 1 no total após um empate em 1 x 1 no Napoli e deve enfrentar a Inter de Milão na próxima rodada, já que os rivais locais lideram por dois gols antes da partida de volta na quarta-feira contra o Benfica.

“Estamos muito felizes por ter derrotado um time tão bom… é uma sensação ótima”, disse Pioli aos repórteres.

“Vamos dar um passo de cada vez, quem quer que peguemos, nós pegamos.

O Milan está nas quartas de final da Liga dos Campeões pela primeira vez desde que foi coroado rei da Europa pela última vez em 2007.

Eles se recuperaram de uma queda pós-Copa do Mundo nas últimas semanas e o desempenho de terça-feira foi outra afirmação que lhes deu esperança de chegar à final.

“Isso nos dá uma confiança real em nós mesmos. Já tínhamos confiança, mas superar o Napoli e o Tottenham nos ajudará a crescer”, acrescentou Pioli.

“São experiências que te dão força e habilidade para lidar com um certo tipo de pressão. Para muitos de nós foi a primeira vez que jogamos um jogo tão importante… É mais um grande passo em frente.”

O técnico do Napoli, Luciano Spalletti, lamentou que seu time não tenha conseguido um pênalti seis minutos antes do desarme de Rafael Leão contra Hirving Lozano, antes que o ala português acelerasse o campo para marcar o gol de Olivier Giroud que decidiria o empate.

Nem o árbitro Szymon Marciniak nem os funcionários do VAR viram nada de errado com o desafio de Leao, mas Spalletti ficou furioso porque seu time não conseguiu marcar um pênalti quando estava apenas um gol atrás.

Spalletti também se irritou por não ter Andre-Frank Zambo Anguissa e Kim Min-jae depois de receberem advertências suaves na primeira mão.

“Houve um pênalti aos 37 minutos, é um pênalti claro… ele torceu o tornozelo”, disse Spalletti a repórteres.

“Fomos punidos pelo que aconteceu no primeiro jogo. Os jogadores com força e poder foram tirados de nós injustamente.”

td/pb

By Patricia Joca

"Professional troublemaker. Friend to animals everywhere. Social media expert. Dedicated analyst. Amateur entrepreneur."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *