"O racismo na televisão e no cinema britânico é" vergonhoso ", diz o diretor

O diretor Steve McQueen chamou de “vergonhoso” que cineastas e produtores de TV britânicos não se preocupassem em ter mais variedade em programas e filmes. Segundo ele, a falta de equilíbrio entre brancos e negros nas produções é “racismo” e “errado”.

“Fiz três filmes nos Estados Unidos e parece que nada mudou realmente na Inglaterra durante esse período. O Reino Unido está muito atrasado em termos de representatividade, é uma pena.” escreveu o diretor de “12 anos de escravidão” em um artigo para o jornal “Observer”.

“Toda a cultura do setor precisa mudar. Não é saudável. Está errado. No entanto, muitas pessoas no setor concordam com isso como se fosse normal. Não é normal. É tudo apenas normal. É cego, obviamente errado. É um racismo leve. Fato. Eu cresci com ele “, acrescentou.

O desfecho da rainha acontece no mesmo fim de semana, quando profissionais de entretenimento da comunidade de negros, asiáticos e outras minorias nacionais (um grupo chamado BAME no Reino Unido) enviam uma carta de protesto ao governo britânico para não abordar a falta de diversidade cultural.

Em novembro deste ano, o diretor lançou a série “Little Axe” sobre a comunidade negra britânica na BBC. Segundo ele, todos os esforços foram feitos para empregar uma minoria, mas houve dificuldades.

“Tivemos incentivos fiscais, apoio financeiro, mas as únicas pessoas na comunidade BAME que eles contrataram foram motoristas e eletricistas. A dura realidade é que não há infraestrutura para apoiar e empregar essas pessoas”, disse ele.

Para ele, toda a indústria deve mudar. Ele questionou o número de negros trabalhando em produções recentes da BBC e em filmes como “Harry Potter”. “Não são apenas os negros trabalhando no cinema, mas os negros trabalhando no cinema e na televisão, ponto final.”

Steve McQueen dirigiu, entre outros filmes, “Fom”, “Shame”, “12 Years of Slavery”. Sua última produção foi a peça “Viúvas” de 2018, com Viola Davis, Michelle Rodriguez e Elizabeth Debicki no papel.

By Patricia Joca

"Professional troublemaker. Friend to animals everywhere. Social media expert. Dedicated analyst. Amateur entrepreneur."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *