O avançado colombiano Jackson Martínez, que representou o FC Porto e o Portimonense em Portugal, anunciou esta segunda-feira o fim da sua carreira futebolística aos 34 anos, devido a problemas recorrentes no tornozelo esquerdo, que o têm limitado nas últimas temporadas.

Quero compartilhar com vocês a decisão de encerrar minha carreira no futebol profissional, uma decisão difícil, mas ao mesmo tempo, a mais sensata ”, publicou o agora ex-jogador de futebol, na rede social Twitter.

O avançado colombiano, que jogou pelo Portimonense nas últimas duas épocas – embora já com evidentes dificuldades – recordou o ‘calvário’ iniciado em 2015, quando se lesionou no tornozelo esquerdo, ao serviço da equipa do seu país, numa altura quando representou o Atlético de Madrid.

“Desde que sofri uma lesão no tornozelo em 2015/16, comecei uma luta, sempre dando o meu melhor para voltar a jogar neste esporte que tanto amo, e apesar de ter voltado a jogar dois anos depois, foi muito difícil faça o que quiser ”, transmitiu.

Jackson agradeceu a todos os “clubes, treinadores, companheiros de equipe e seleção colombiana” por tudo o que lhe deram em seus 15 anos de carreira profissional, que começou em 2005 no Independiente Medellín e continuou em 2009 em Jaguares, México.

As atuações na divisa mexicana despertaram o interesse do FC Porto, que o contratou em 2012/13 por quase nove milhões de euros (ME), tendo-se tornado a principal referência ofensiva da equipa nas três temporadas ao serviço dos ‘blues e dos brancos, entre 2012 e 2015, com 92 gols marcados em 136 partidas oficiais, além da conquista de um campeonato e duas supercontas nacionais.

O FC Porto fez questão de apontar, no Twitter, a despedida de ‘Cha Cha Cha’ em campo: “Para sempre um de nós. O Estádio do Dragão não esquece o seu melhor marcador. ”

Em 2015, Jackson deixou o Dragão e mudou-se para os espanhóis do Atlético de Madrid, por 35 ME, mas alguns meses depois mudou-se para o Guangzhou Evergrande, da China. A recaída da lesão no tornozelo e as consequentes operações cirúrgicas impediram-no de jogar durante quase dois anos, acabando por ser entregue ao Portimonense em 2018.

A equipa algarvia foi o último ‘capítulo’ da carreira de Jackson Martínez, que, nas duas temporadas em Portimão (2018/19 e 2019/20), somou 54 jogos e 12 golos.

Além dos seis clubes que defendeu, o atacante vestiu a camisa da Colômbia 41 vezes e marcou 10 gols, tendo participado de uma edição da Copa do Mundo (2014) e duas da Copa América (2011 e 2015).

By Carlos Henrique

"Introvertido amigável. Estudante. Guru amador de mídia social. Especialista em Internet. Ávido encrenqueiro."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *