Uma das artistas musicais mais seguidas no Instagram, Blaya Rodrigues publicou esta segunda-feira uma reflexão sobre a dualidade que encontra nas publicações desta rede social entre “realidade” e “verdade”. “O Instagram passou de uma plataforma onde ‘postávamos’ momentos para uma plataforma onde criamos momentos”, diz ele, apontando uma característica de ‘fabricação’ para artistas e influenciadores nesta rede social, mas também incluindo-se nesta dinâmica de distorção de realidade.

“Ao criar momentos propositadamente para o Instagram, distorcemos um pouco a nossa realidade. E quando distorcemos a nossa realidade, deixamos de ser reais? Ou verdadeiros?”, Pergunta, para encontrar imediatamente uma resposta: “deixamos de ser verdadeiros com a nossa pessoa “

Exemplifica: “Minha realidade é estar sempre feliz, dançando e motivando os outros, mas a verdade é que isso [pessoa] Não estou 24 horas por dia, 7 dias por semana. Portanto, não estou sendo verdadeiro “.” É impossível estar bem a cada segundo, tanto em [plano] emocional e também física ”, afirma categoricamente, considerando que as pessoas“ gostam ”desta realidade ‘distorcida’,“ e não da verdade ”. As pessoas estão tão iludidas pela realidade [distorcida ou fabricada] que depois a verdade fica chocada ”, conclui.

By Gabriel Ana

"Passionate student. Twitter nerd. Avid bacon addict. Typical troublemaker. Thinker. Webaholic. Entrepreneur."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *