Motorola lança One Vision em evento no Brasil

0

A Motorola lançou o Moto One Vision em seu evento na manhã de hoje (15) em São Paulo. Com ele temos a promessa de atualizações rápidas, uma tela com formato de cinema e uma câmera especializada em ambientes com pouca luz.

Tela e design

A tela é algo inovador para essa linha da Motorola, o Moto One Vision traz uma tela de 6.3 polegadas com proporção 21:9. Esta é a mesma utilizada pelo cinema e foi batizada como CinemaVision pela empresa. Temos o uso do LCD com resolução Full HD+, o que poderia ser melhor, mas ainda assim é aceitável.

Temos uma semelhança com o iPhone na disposição das câmeras traseiras junto a um design que se aproveita de uma curvatura em 4D que garante uma pegada confortável e segura no dispositivo. Já na frente um “buraco” com a câmera no canto esquerdo superior da tela (semelhante ao do Galaxy S10).

Desempenho e bateria

Algo surpreendente no Moto One Vision é o fato da Motorola decidir não apostar em um Snapdragon da Qualcomm ou um processador da Mediatek, mas sim um Exynos da Samsung. Temos um Exynos 9609 que é um pouco diferente do empregado no Galaxy A50 (que possui o 9610).

Temos 4GB de memória RAM e 128GB de memória interna em armazenamento UFS, além da possibilidade de expansão disponível através de Micro SD de até 512GB. Sua bateria tem capacidade de 3500mAh e a Motorola garante 7 horas de uso com apenas 15 minutos na tomada (com o carregador proprietário, é claro).

Câmera

A lente principal tem 48MP com sensor Quad Pixel. Aquele que mescla os pixels em super pixels e transforma a foto em uma de 12MP para mais detalhes, lembra? Esse mesmo. Além dele, temos um sensor de 5MP para modo retrato. Em quanto na câmera frontal temos 25MP com a mesma tecnologia de mesclar pixels, mas aqui é possível desabilitá-la caso você deseje.

A Motorola decidiu não ficar para trás e também criou seu modo noturno, portanto o Moto One Vision contará com esse modo para fotos em baixa luminosidade. Também há a presença de estabilização ótica e inteligência artificial na câmera do dispositivo. Os outros recursos que já estavam presentes no aplicativo da Motorola, continuam.