Microsoft solicita remoção de apps com nome Windows de sua loja

Mesmo com o abandono da plataforma Windows para celulares a Microsoft ainda assim vem trabalhando para melhorar a qualidades das aplicações disponíveis na Microsoft Store, agora a empresa tem enviado emails a desenvolvedores pedindo que os mesmos removessem aplicativos que contenham o nome do sistema em seus próprios nomes. A justificativa é judicialmente legal (copyrights), mas não faz sentido, uma vez que o app está lá justamente para rodar no Windows.

O site Windows Area.de e também o DrWindows disseram ter recebido o pedido, ambos com seus apps disponíveis desde 2012. Mas só agora a Microsoft se incomodou com o uso do nome Windows no nome da aplicação.

Os dois desenvolvedores mencionados receberam o email de notificação neste sábado (10), com 1 dia de prazo para modificar seus apps da loja. Desnecessário dizer que é uma tarefa praticamente impossível. Assim, os apps provavelmente serão deletados pela própria Microsoft.

Outra coisa bem estranha nesse pedido da Microsoft é que as aplicações citadas acima são alemães, e receberam emails do time jurídico da empresa nos EUA, além de citarem o nome da loja errado nas mensagens.

A Windows Store deixou de existir ha algum tempo passando a ser Microsoft Store,  tanto para os aplicativos, como para o hardware vendido pela companhia. Legalmente, seria possível entrar com uma contestação alegando ser impossível atender ao pedido da empresa por não existir nenhuma Windows Store.

De qualquer forma, como apontou o site MicrosoftPowerUser, quem sai perdendo é o fã da Microsoft, que confia na loja para instalar os apps em seu computador e se mantém fiel à marca. “Esperamos que os advogados da Microsoft prestem mais atenção ao todo no futuro”, conclui a publicação.

Através da MSPU