Pêpê Rapazote tem na nova novela TVI, ‘Bem Me Quer’, um papel muito proeminente. A ator dá vida a Henrique Trindade de Sousa, pai da protagonista Maria Rita (Kelly Bailey). Era sobre esse novo desafio profissional em tempos de Covid-19 que o ator falei com a imprensa nesta sexta-feira.

Mesmo fazendo parte do grupo de risco, o Covid-19 não te assusta

Pêpê Rapazote, 50 anos, faz parte do grupo de risco da Covid-19 por sofrer de asma desde a infância. Ainda assim, e apesar dos casos positivos recentemente confirmados entre o elenco da novela ‘Bem Me Quer’, ator ele diz que está calmo e não tem medo de contrair a doença.

“Não tenho medo nenhum”, diz ele, percebendo que as medidas de segurança estão cada vez mais rígidas nos estúdios da Plural.

“Estamos tomando as precauções possíveis. Se aconteceu, aconteceu, espero que depois que os sintomas sejam leves ou nenhum”, ele continua. “Pode ser inconsciência, mas não me assusta nem um pouco. Sei que é uma droga se eu atacar meus pulmões, tive pneumonia dupla quando era criança, sou asmática, mas isso pode acontecer, pois pode não Não me assusta.“, ele diz.

Para Pêpê o mais importante é ter a “consciência limpa” de que se tomou o cuidado de “não transmitir e não ser transmitido” ao vírus e, claro, cumprir todas as normas de segurança.

“Tenho muito cuidado, desinfecto as mãos, fico pronto quando chego em casa”, diz. “Aqui no estúdio houve muito cuidado, agora até mais do que no início. A máscara não é mais retirada em hipótese alguma a não ser para maquiagem e gravação e isso é fantástico. Não podemos fazer mais do que isso, senão, viver com medo e há coisas muito piores“ele diz.

UMA Covid-19 forçou uma ‘pausa’ na carreira internacional

Pêpê Rapazote esteve no México, onde está gravada a sérieNarcos‘, do qual fazia parte, quando pandemia ganhou maior dimensão. E foi precisamente nesse momento, e devido aos riscos da doença, que decidiu regressar a Portugal e aceitar o convite do TVI.

“Quando tudo parou e vim para Portugal e decidi aceitar este convite da TVI por todos os motivos, porque gosto de fazer novela, estive lá Covid e não queria andar em países com números altos, estava com minha família, já sabíamos da possibilidade de uma segunda vaga em Invernoportanto, tudo veio junto ”, explica.

Por enquanto, Pêpê vai ficar em Portugal até ao início de 2021 e “até breve”. “Venho recusando uma série de coisas do outro lado por impossibilidades e às vezes penso: Ah, foi tão fofo. Mas o que é fofo também pode ser que eu chegue lá e depois de uma semana me falem: ‘Pêpê, desculpe, volte ‘. E ninguém paga por mim, nem mesmo pelo tempo que estou trabalhando nisso e vou para casa. Há muito risco de ficar aqui esperando convites para fazer coisas fora

Na sua opinião, voltar a Portugal e aceitar o TVI foi “uma decisão consciente” e também a pensar na família, a mulher Mafalda Vilhena, e nas suas duas filhas, Júlia e Leonor.

Me irrita muito a falta de toque físico ou não poder abraçar e beijar meus pais

Quanto à sua opinião pessoal sobre o vírus, o ator diz para ter certeza de que mesmo que o Covid-19 não for bem-sucedido, haverá novos vírus surgindo e precisamos estar preparados para isso: “Por enquanto, acho que seremos capazes de dominar isso Covid-19. Então, daqui a cinco anos, talvez venha outro. Outro virá, e mais virão, e está acontecendo o que pensávamos serem filmes de ficção científica ”.

O que mais aperta o seu coração é o que pandemia impedir: “Isso me irrita a falta de toque físico, não ser capaz de abraçar e beijar meus pais de qualquer maneira”, ele lamenta, ainda mencionando que tem estado “muitas vezes” com seus pais recentemente.

Em relação às filhas, foi o período de confinamento o que mais o preocupava. Pêpê ele não concorda com o telescópio e critica o fato de ter visto suas filhas passarem sete horas por dia na frente de um computador.

Se a mais velha, Júlia, de 15 anos, sentia ansiedade, a filha mais nova do atorLeonor, de 10 anos, chegou a chorar e recusar-se a ir às aulas. “É uma total falta de consciência dos adultos que estão à frente disso”, ele diz.

“Não tenho medo de ir para a escola, tenho medo que eles voltem para casa. Tenho medo porque não quero que voltem ao ensino a distância.ncia“, afirma, deixando clara sua opinião sobre o assunto.

Será Pêpê Menino um vilão em ‘Bem Me Quer’?

Henrique Trindade de Sousa, personagem interpretado por Pêpê, aparece na prisão nos primeiros episódios de ‘Bem Me Quer’, o que nos leva a perguntar: Estamos falando de um vilão? Na opinião de ator, O Henrique não é uma pessoa má, mas quando tem um objetivo, não procura maneiras de conseguir o que deseja.

“Às vezes faz coisas boas, às vezes faz coisas menos boas”, tenta explicar. “O Objetivos eles sempre têm alguma nobreza, o meio é que … eles fazem dele não tanto homem na medida

Recorde-se que Henrique Trindade de Sousa será o pai da protagonista Maria Rita, interpretada por Kelly Bailey, e de Vera, personagem de Bárbara Branco, o que o faz acompanhar de perto o núcleo jovem desta trama. Uma proximidade que o leva a elogiar o talento dos protagonistas.

“Temos excelentes atores desta nova camada. Tenho uma preferência muito forte por uma Bárbara Branca, por exemplo. Eu realmente gosto disso triumaé isto diretor, José Condessa, Kelly Bailey e Bárbara ”, afirma, garantindo que a presença de atores com mais experiência e mais anos de carreira para que o produto final seja melhor. Na sua opinião, atores São necessários idosos para dar mais credibilidade à história, pois também existem pessoas de diferentes idades nas histórias do mundo real.

Propositalmente, o canal queria um romance mais direto

Na opinião de Kelly Bailey, ‘Bem Me Quer’ é uma novela mais simples e mais dedicada ao amor – contrariando a tendência das últimas produções da TVI. Uma opinião com a qual Pêpê O menino concorda. “É um romance mais inovador. Mais clássico, com personagens mais lineares e com menos segredos dentro dos personagens”, afirma, garantindo, no entanto, que a trama “apresenta muitos segredos e muitos mistérios”.

“Intencionalmente, o canal queria um romance mais direto, mais fácil de entender e, portanto, é mais fácil atingir todos os públicos e é mais fácil de agarrar também. É uma linguagem mais simples ”, por fim materializa-se, prometendo aos espectadores um enredo“ interessante e com reviravoltas deslumbrantes ”.

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site escolhido pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Baixe nosso aplicativo gratuito.

Download da Apple Store
Download do Google Play

By Gabriel Ana

"Passionate student. Twitter nerd. Avid bacon addict. Typical troublemaker. Thinker. Webaholic. Entrepreneur."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *