No jantar dos indicados nesta quinta-feira, 12 de novembro, tema da conversa dos competidores corre o risco de abandonar o “Big Brother – The Revolution” foi a desistência de Rui Pedro. Joana, com quem o ex-concorrente teve conflitos, disse a Carlos e Pedro que se sente bem por já não estar no jogo.

“Eu me sinto muito bem por ele não estar aqui. E é por não saber se ele pensa que sou uma farsa ou não.“, começou por falar do estilista para os colegas, acabando por ser avisada por Carlos para não falar em bullying, pois é um assunto que dá muito o que falar.

Mas Joana acabou dispensando o alerta do colega. “O bullying envolve insultar repetidamente uma pessoa e saber que você a está machucando repetidamente. Foi o que senti na mesa e disse, foi o que senti no domingo e disse, foi o que senti na segunda, terça e quarta-feira e disse “, disse.

“Você não ouviu suas bocas durante o dia, quando passei por ele. Coisas como: ‘agora vou ter que piar baixo porque essas pessoas falsas gostam de mim’, respondeu Joana. Se eu não o magoei com nenhuma palavra, ele também não tinha o direito de me magoar “, acrescentou.

“Uma coisa é eu discutir com Andreia ou outra pessoa, outra coisa é ele gritar comigo e me matar, que foi o que ele fez”, explicou a estilista, dando a entender que foi “massacrada” pelo ex-concorrente.

Pedro tentou fazer com que o colega percebesse que talvez Rui Pedro se decepcionasse e quisesse ser amigo dela. “Não entre aí, ele não queria ser meu amigo. Pode dar a opinião dele e comentar, se não quiser ser meu amigo … O que ele não gosta é que eu fale exatamente o que ele fez, por isso odeia quando vê imagens dele na televisão ”, concluiu.

Veja aqui o momento.

By Gabriel Ana

"Passionate student. Twitter nerd. Avid bacon addict. Typical troublemaker. Thinker. Webaholic. Entrepreneur."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *