A saída de Rui Almeida (Gil Vicente) junta-se às de Tiago Mendes (V. Guimarães) e Ricardo Soares (Moreirense)

Rui Almeida deixou hoje o comando técnico do Gil Vicente e tornou-se no terceiro treinador a abandonar uma equipa da I Liga na época 2020/21, quando já se passaram sete dias.

Na primeira experiência como treinador de um clube da I Liga, Rui Almeida, de 51 anos, deixou o Barcelona após sete jornadas, nas quais conseguiu apenas um triunfo, na primeira eliminatória, dois empates e quatro derrotas consecutivas.

O Gil Vicente é actualmente o 17º e penúltimo, com apenas cinco pontos, frente ao Oleiros, do Campeonato de Portugal, na Taça de Portugal, na Taça de Portugal, a 20 de Novembro.

Dias antes de Rui Almeida deixar os “gilistas”, Ricardo Soares havia rescindido com Moreirense, que ocupava a 11ª colocação, com oito pontos em seis partidas disputadas, já que a equipe tem menos de um jogo, devido aos casos positivos do novo coronavírus em O time.

Nesta temporada, a equipa de Moreira de Cónegos conseguiu duas vitórias em casa, frente ao Farense e ao Marítimo, empatou com o Boavista (em casa) e o Belenenses SAD (fora) e foi derrotada nas deslocações ao Benfica e ao Rio Ave, último jogo disputado.

César Peixoto foi escolhido pelo povo guimarães para substituir Ricardo Soares.

Tiago Mendes foi o primeiro a deixar o comando de uma equipa, depois de ter orientado o Vitória de Guimarães nas três primeiras jornadas.

O clube guimarães acabou escolhendo João Henriques para sucedê-lo no cargo.

Mudanças de treinadores na I Liga de Futebol 2020/21:

3ª eliminatória – Vitória de Guimarães: Tiago Mendes por João Henriques;

7ª rodada – Moreirense: Ricardo Soares por César Peixoto

7ª jornada – Gil Vicente: Rui Almeida por (a designar)

By Patricia Joca

"Professional troublemaker. Friend to animals everywhere. Social media expert. Dedicated analyst. Amateur entrepreneur."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *