Parece que a Apple encerrará 2018 mais aliviada com relação a vendas de alguns modelos de iPhone este ano, isso porque uma pesquisa do Consumer Intelligence Research Partners revelou que iPhone XR, iPhone XS e iPhone XS Max foram responsáveis por 67% das vendas de smartphones da empresa em novembro nos Estados Unidos.

Modelos de 2017 e 2016 foram responsáveis pelos 33% restantes. Curiosamente o iPhone 7 vendeu mais que o iPhone 8, mas ainda ficou atrás do iPhone 8 Plus.

Olhando para os dispositivos desse ano, essa divisão representa, inicialmente, um bom sinal para a companhia, pois traz números parecidos com os de novembro do último ano, quando o iPhone X sozinho foi responsável por 30% das vendas, e os outros dois modelos daquele ano somados a ele chegaram a representar 69%. Ou seja, a taxa de renovação para o mês é praticamente a mesma.

Números absolutos, porém, não foram obtidos. Então é possível, mesmo que pouco provável, que o comportamento de mercado tenha se mantido, mas em menor escala.

Quando o tema é a fidelidade do público, o estudo apontou que 82% dos novos compradores já eram usuários do iOS, enquanto 16% migrou do Android. O número dos migrantes em 2017 era de 11% para usuários do sistema de código aberto do Google, possivelmente mostrando que os aparelhos de 2018 chamaram mais a atenção do consumidor.