No dia 09 de janeiro de 2007 a Apple iniciaria uma revolução que mudaria os próximos anos com relação a telefonia móvel, o lançamento do primeiro iPhone deu o pontapé inicial para a tecnologia que vemos hoje nos smartphones atuais, o aparelho foi apresentado ao mundo por Steve Jobs que apostou alto no aparelho e levou a companhia ao seu auge.

Na ocasião, Steve Jobs resumiu a invenção como:

Um revolucionário celular e um inovador dispositivo de comunicação via Internet.

 Quando Jobs chamou o aparelho de “inovador” e de “revolucionário”, ele foi muito condizente com a realidade, pois naquela época, vários aparelhos eram comercializados buscando cada um trazer sua própria inovação, com destaque para produtos da Nokia, Palm e o BlackBerry, este último que conquistou os usuários empresariais graças às funções de acesso ao e-mail e teclado de hardware. Mas, estes dispositivos estavam longe de serem perfeitos e tinham funções bem limitadas. Além disso, as lojas de aplicativos não existiam.
As configurações do primeiro iPhone, hoje vistas como já superadas, eram incríveis à época, o aparelho contava com uma tela de 3,5 polegadas com resolução de 320 x 480 p, chipset ARM11, armazenamento interno de até 16 GB e câmera com tímidos 2 MP. O preço era também acima da média do mercado: US$ 499.
O iPhone original levou os fabricantes rivais a investirem ainda mais em pesquisa e desenvolvimento para competir mais efetivamente com a maravilha móvel da Apple, mas as vendas de iPhone começaram a explodir apenas em 2008, com o lançamento do iPhone 3G – uma versão melhorada e com conexão de dados móveis muito mais rápida.

O CEO da Apple, Tim Cook, já deu algumas palavrinhas sobre a data festiva de hoje.

O iPhone estabeleceu o padrão para a computação móvel em sua primeira década, e estamos apenas começando. O melhor está por vir.

O iPhone é uma parte essencial da vida dos nossos clientes e hoje, mais do que nunca, está redefinindo a maneira como nos comunicamos, entretemos, trabalhamos e vivemos.

Via: MacRumors