Depois de três anos a Huawei confirmou que vai voltar a comercializar smartphones no Brasil trazendo linhas de aparelhos poderosas como seu portfólio: o P20 – considerado o “rei das câmeras” e no topo do DxOMark – e o Mate 10. A promessa é de oferecer preços mais em conta que as concorrentes Samsung e Motorola.

A primeiro momento a companhia não produzirá os smartphones no Brasil, o que baratearia o custo final ao usuário, ela trará os produtos por meio de uma parceria com a Positivo. A empresa brasileira ficará encarregada de importar, vender e fornecer a assistência técnica aos dispositivos da marca.

“Quando viemos para cá da primeira vez, não éramos fortes o suficiente, e não tivemos boa experiência. Agora, entendemos que é a hora certa para trazermos os aparelhos premium.”

Adam Xiao Ersong

Chefe de Device Business Development da Huawei

A empresa quer fabricar seus produtos no Brasil caso  consiga alcançar ao menos 1% de participação no mercado daqui – o que representa 5 milhões de aparelhos vendidos anualmente, além disso, a parceria entre chinesa e brasileira não deve prejudicar a companhia nacional, uma vez que a Positivo somente conta com smartphones de entrada no seu catálogo.

“Esta será a primeira etapa da parceria, que, esperamos, avance para a produção local.”

Norberto Maraschin

Vice-presidente de Mobilidade e Negócios Internacionais da Positivo

O plano da companhia chinesa é disponibilizar seus smartphones em solo brasileiro entre os meses de agosto e setembro deste ano.