A Google vem travando uma dura brica para remover aplicações maliciosas da Play Store, desta vez a empresa removeu cerca de 60 aplicações de sua loja por causa de um malware que fazia com que anúncios pornográficos fossem exibidos aos usuários. Muitos desses jogos tinham como alvo o público infantil.

A responsável por encontrar o malware foi a empresa de segurança Check Point, segundo ela, além de exibir anúncios pornográficos, ele tentava enganar usuários para que eles instalassem apps falsos de segurança, e também tentava convencê-los a assinar serviços pagos.

O código malicioso estava escondido em 60 apps que foram baixados milhões de vezes. Entre eles estavam games voltados para crianças, como alguns relacionados a personagens da Disney, Lego e Minecraft. Eles podiam ser baixados diretamente da Google Play Store como se fossem apps legítimos.

O Google disse que removeu todos os apps e excluiu os desenvolvedores da lista de autorizados a publicar apps na loja de aplicativos. A empresa vai emitir alerta a usuários que tenham baixado apps infectados.