Fábio Faria bate repórteres no escritório e elogia Bolsonar

O deputado federal Fábio Faria (PSD-RN) assumiu o cargo de ministro das Comunicações hoje. Em uma cerimônia no Palácio do Planalto, com a presença do presidente Jair Bolsonaro (sem festa), Faria enfatizou a importância da imprensa e elogiou a maneira como Bolsonaro se comunica nas mídias sociais.

“A mídia ainda está entre as prioridades deste governo. O dinamismo dos canais fechados, o poder e o alcance da televisão aberta, que transmite informação e entretenimento, são importantes setores verticais das políticas públicas. Como o rádio, um veículo poderoso, é um aliado em pequenas cidades e comunidades remotas”, afirmou. é o novo ministro, genro do proprietário do SBT, Silvio Santos.

“E os jornais, que ajudam a aprofundar o pensamento da sociedade, agregados à Internet, formam um símbolo da liberdade de expressão”, acrescentou Faria.

O ministro do portfólio criado por Bolsonaro também elogiou a capacidade do presidente de usar as mídias sociais para se comunicar com seus apoiadores e a sociedade.

“Você é inovador na comunicação direta, conversa com a população através de suas redes sociais e foi você quem primeiro percebeu esse movimento digital espontâneo que mudará o Brasil e o mundo”, disse Faria. “Hoje, redes de estradas grandes e largas que, num piscar de olhos, atraem multidões mobilizadas para defender seus ideais”.

Para Faria, a Internet até permitiu ao Presidente da República ouvir a sociedade por meio de redes.

“A Internet não aceita a voz do comando. Todo cidadão é um organismo vivo, livre e independente. Todo mundo tem um microfone na mão, fala ao mesmo tempo e os ouve, até o presidente ouve, surpreende, até mesmo algo impossível de imaginar no passado recente”, afirmou. é o novo ministro.

Na mesma cerimônia, Marcos Pontes assumiu o cargo de ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, cujo portfólio ele já possuía, mas foi renomeado após a recriação do Ministério das Comunicações.

Bolsonaro busca melhorar as relações com o Congresso

A nomeação de Faria, casada com a filha de Silvio Santos Patrício Abravanel, faz parte da estratégia de Bolsonar de melhorar as relações com o Congresso.

Juntando-se a um dos partidos que compõem o chamado “centão”, o ministro agora mantém boas relações com o presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Após a confirmação de Faria no Ministério das Comunicações, Maia elogiou Bolsonar e disse que o presidente estava, de fato, “envolvido na política”.

Tanto Bolsonaro quanto o presidente do PSD, Gilberto Kassab, negam que a nomeação de Fari tenha sido feita em troca de apoio político.

By Daiana Juli

"Typical internet junkie. Entrepreneur. Reader. Web lover. Thinker. Future teen idol. Bacon scholar. Music aficionado."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *