O técnico em eletrônica e eletrotécnico Josênio dos Anjos, 48, residente em Guaraí, cidade de 26 mil habitantes no estado do Tocantins, surpreendeu estudantes de física ao registrar um Boletim de Ocorrência no dia 9 de novembro (BO) na delegacia local, no qual acusa O físico alemão Albert Einstein, falecido há 65 anos, de “incontáveis ​​erros” em Teoria da relatividade.

Embora Josênio não tenha nenhum tipo de formação em Física, garante ter feito um estudo revolucionário e ainda inédito, no qual explica que, ao contrário do que Einstein registrou em sua famosa teoria, o universo continuou a se expandir desde sua criação, há mais de 13,8 bilhões de anos.

Apesar de entender que o documento dificilmente terá repercussões jurídicas, não só pela notoriedade do réu, mas também pela dificuldade de citá-lo ou de seus herdeiros de fato, Josênio disse ter insistido em registrar a ocorrência para que o caso permaneça. Abrir.

Segundo o engenheiro elétrico, sua esperança é que “algum representante ou defensor de sua [de Einstein] idéias equivocadas se manifestam em um ato de reparação ”. Embora simbólico, o documento registrado é legalmente válido. Josênio, por outro lado, garante que está totalmente convencido de que a teoria de Einstein está completamente errada.

Erro de Einstein

Notícias Guaraí / Reprodução
Notícias Guaraí / Reprodução

O grande erro de Einstein, segundo Josênio, foi postular que massa é energia e vice-versa. O eletricista contesta e diz que a energia é fruto da velocidade, já que o universo continua se expandindo.

Embora reconheça não entender fórmulas, Josênio diz que seus conceitos têm base empírica, pois trabalha com energia há muitos anos, o que o leva a conhecer “a alma da energia”. Ele garante que, como a energia não é uma entidade, só poderia ser “um subproduto do movimento. Colocando o universo como expansão, em breve haverá energia para tudo ”, finaliza.

Curiosamente, a parte da Teoria da Relatividade denunciada por Josênio dos Anjos diz respeito à chamada “constante cosmológica” que previa um universo estacionário e imutável, e foi “anexada” por Einstein à teoria da relatividade original. No entanto, após as descobertas de Hubble e a introdução do paradigma do universo em expansão, o próprio Einstein abandonou o conceito.

By Gabriel Ana

"Passionate student. Twitter nerd. Avid bacon addict. Typical troublemaker. Thinker. Webaholic. Entrepreneur."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *