Em 30 de novembro, além de marcar a última lua cheia do mês, o dia em que os observadores do céu podem admirar um eclipse lunar penumbral. Este fenômeno ocorre quando Luapassa pela parte externa da sombra da Terra (penumbra), projetada pelo sol.

É um evento muito sutil: a Lua ficará menos brilhante neste período, mas não terá uma “peça inteira” escondida como em um eclipse umbral, quando a sombra da Terra é projetada diretamente em nosso satélite.

Aqui no Brasil, os entusiastas poderão observar o fenômeno às 4h32 (horário de Brasília) no horizonte oeste. O evento será visto com mais intensidade nas regiões Norte e Centro-Oeste. Moradores do Nordeste, Sudeste e Sul também verão o eclipse penumbral, mas será menos marcante.

Eclipses desse tipo são diferentes de suas versões totais ou parciais. Durante um fenômeno total, a Terra passa diretamente entre o Sol e a Lua, impedindo que a luz solar alcance nosso satélite natural. Em contraste, em um eclipse parcial, a Lua passa por parte da sombra da Terra, conhecida como umbra.

Apesar do fenômeno acontecer, pode ser que não seja percebido por diversos fatores, como céu nublado. Além disso, de acordo com a NASA, porque o “escurecimento da Lua durante este eclipse não é perceptível sem instrumentação, mas para espaçonaves, como o Lunar Reconnaissance Orbiter, a redução da energia solar será perceptível”.

Como se orientar

Para facilitar a orientação e saber em que direção olhar, é importante identificar os principais pontos cardeais. Para fazer isso, você pode usar um truque antigo ou um aplicativo em seu telefone.

O velho truque baseado em uma frase que você deve ter aprendido na escola: “o sol nasce no leste e se põe no oeste”. Fique em pé e estique os braços, com a direita apontando para o leste e a esquerda para o oeste. Então você terá leste à direita, norte à frente, oeste à esquerda e sul atrás de você.

Aplicativos Compass do Android (à esquerda) e iOS. Foto: Reprodução

Quanto ao aplicativo, existem muitas opções. Qualquer pessoa usando um iPhone não precisa de um aplicativo extra, basta usar “Bssola“, que faz parte do iOS. Para Android, minha recomendação é”Só uma bússola“, da PixelProse SARL, que é linda, simples, gratuita e, o mais importante, sem anúncios.

Através da: LiveScience

By Carlos Jorge

"Proud coffee expert. Webaholic. Zombie guru. Introvert. Avid beer aficionado. Analyst. Total TV practitioner. Award-winning foodie. Student."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *