O Bayern de Munique deu neste sábado uma reviravolta em Estugarda e venceu por 3-1, mantendo a liderança isolada do campeonato alemão de futebol, num jogo da nona eliminatória, em que André Silva assinou um “bis” que não impediu o empate com o Eintracht Frankfurt Em Berlim.

Voltando à competição interna, depois de terem selado a qualificação para a “oitava” da Liga dos Campeões, no meio da semana, os bávaros foram surpreendidos aos 20 minutos, após um contra-ataque muito rápido, que terminou com um gol do francês Tanguy Coulibaly .

Porém, o compatriota Kingsley Coman empatou o jogo, aos 38 minutos, e assistiu ao “inevitável” Robert Lewandowski (melhor artilheiro da competição, com 12 gols) pela virada, em 45 + 1, deixando o brasileiro Douglas Costa para consertar o resultado , em 87.

Os bávaros continuam na liderança da classificação, com 22 pontos, dois a mais que o Leipzig, que venceu o “aflito” Arminia Bielefeld por 2 a 1 e subiu para a segunda colocação, aproveitando a derrota do Borussia Dortmund contra o Colônia.

A formação comandada por Julian Nagelsmann marcou para o espanhol Angeliño, aos 29 minutos, e para o francês Christopher Nkunku, aos 47 minutos, também tendo perdido um pênalti, de Alexander Sorloth. O Arminia Bielefeld, que ocupa a penúltima posição, reduziu por intermédio de Fabian Klos, aos 76 minutos.

Sem o português Raphael Guerreiro, o Dortmund foi surpreendido em casa pelo Colônia por 2 a 1 e caiu para a terceira colocação, dois pontos atrás do Leipzig.

A primeira vitória dos visitantes nesta edição da Bundesliga – e uma consequente “fuga” da zona de despromoção – teve o “selo” da tunisiana Ellyes Skhiri, com golos aos nove e 60 minutos, enquanto o belga Thorgan Hazard reduziu para Borussia, a 74.

O Eintracht Frankfurt somou o sexto jogo consecutivo sem vencer, empatando 3-3 com o surpreendente Union Berlin. A formação da capital, que ocupa uma posição de acesso às competições europeias, conseguiu uma vantagem de dois gols ainda antes dos 10 minutos, por intermédio de Robert Andrich, aos dois, e Max Kruse, aos seis, de pênalti.

O atacante internacional português André Silva “marcou dois gols” aos 27 e 37 minutos e restaurou a igualdade na partida, chegando a sete gols na “Bundesliga” (oito em todas as competições), antes que o ex-esportista Bas Dost, aos 79, girasse o resultado, que seria estabelecido em igualdade, em 82, novamente por Max Kruse.

No outro jogo do dia, Augsburgo e Friburgo empataram em 1 a 1, com o suíço Ruben Vargas “cancelando”, aos 80 minutos, o gol de abertura do italiano Vincenzo Griffo, aos 64 minutos.

By Carlos Henrique

"Introvertido amigável. Estudante. Guru amador de mídia social. Especialista em Internet. Ávido encrenqueiro."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *