Correios entram em greve na próxima segunda-feira por tempo indeterminado

Se você está esperando a chegada de alguma encomenda, pode se preparar para passar raiva com um possível grande atraso, os trabalhadores dos Correios entrarão em greve nacional a partir de segunda-feira, 12/03, por tempo indeterminado, o motivo disso é a mudança nos planos de saúde.

Entre as motivações que levaram os trabalhadores a entrarem de greve, a empresa de Correio e telégrafos pretende cobrar o plano de saúde dos funcionários e retirar do plano os pais dos empregados como dependentes, de acordo com o presidente do sindicato da categoria, Altannes Holanda.

É a questão do plano de saúde basicamente, a empresa está querendo cobrar o plano de saúde da gente e retirar do plano os pais dos empregados como dependentes. Atualmente a gente só paga o compartilhamento, ou seja, o que a gente usar a gente paga um percentual, sem mensalidade nenhuma. Mas a empresa agora junto com o TST quer implantar mensalidade além de retirar o pai e mãe.

Ele ainda acrescenta que a greve antecede uma votação no Tribunal Superior do Trabalho (TST) sobre as alterações nos planos de saúde. O órgão vai julgar a causa na segunda à tarde, e os funcionários aguardarão o resultado.

Depois que mudar não há o que fazer, a gente sabe que é muito complicado. A greve é nacional e caso haja a mudança, a gente vai aguardar as orientações, e se isso for aprovado vai ficar muito complicado para o trabalhador que tem um salário médio de R$ 1.700 e a empresa quer mensalidades a R$ 1000,00, como vamos pagar isso?”, questiona.

Finalizando, Holanda diz que as condições de trabalho dos carteiros em Alagoas também são motivo de reivindicações da classe, já que há “uma falta de efetivo muito grande”, que “tem gerado muitas reclamações da população”. A falta de carteiros na região é tanta que “beira o caos”, revelando que a agência “está com diversas unidades operando com metade do efetivo”.

Através da TribunaHoje