Cocal inicia construção de nova usina de biogás no Brasil

    0
    3
    Cocal inicia construção de nova usina de biogás no Brasil
    Cocal inicia construção de nova usina de biogás no Brasil | Revista Bioenergy Insight

    imagem da notícia

    A Cocal iniciou neste mês a construção de uma nova usina de biogás em Paraguaçu Paulista, Brasil, informou a empresa CE Noticias Financieras.
    O projeto é uma versão atualizada e com melhor eficiência em relação à planta de Narandiba – planta pioneira da empresa que iniciou suas operações no início de 2022.
    A segunda planta de biogás está prevista para iniciar a produção em abril de 2025, com empresas da região atuando como parceiras do projeto.
    A produção de biogás será 100% focada em biometano e a Cocal continua sua parceria com a empresa de tecnologia Geo Biogas & Tech.
    A ideia é investir em sistemas avançados, apostar em equipamentos nacionais e utilizar vinhaça, torta de filtro e outras matérias-primas para a produção de biogás armazenável para garantir a produção de biometano o ano todo.
    Toda a distribuição do biometano na usina é feita via GNV (botões transportados por caminhões). Dessa forma, qualquer cliente industrial ou comercial interessado em gás renovável é atendido, independentemente da região.
    “No cenário atual do Brasil, onde o transporte dutoviário ainda está em desenvolvimento, a carreta cumpre o papel de ‘ponte’ que possibilita o escoamento da produção. Por exemplo, temos clientes em Londrina.” [PR] e Araçatuba [SP] – Regiões que não estão conectadas às nossas instalações, na malha dutoviária”, explica André Gustavo Silva, Head Comercial e Novos Produtos da Cocal.
    O biometano produzido na usina também será destinado ao consumo interno da frota de Cocal durante a safra, resultando na correspondente redução do consumo de diesel e representando o compromisso com a agenda ESG.
    “Na última colheita [22/23]Ao substituí-lo por biometano, economizamos o consumo de 300.000 litros de diesel. Na safra atual, esperamos que esse número quadruplicar, com o equivalente a mais de 1 milhão de litros de diesel. Aumentaremos de 11 para 37 o número de usinas que utilizam gás renovável como combustível. E quando a nova usina de biogás estiver pronta, teremos dado mais um passo importante no caminho para nos tornarmos uma empresa agrícola livre de CO2”, acrescentou o diretor-geral.
    O modelo de economia verde e circular já implantado em Narandiba também será promovido em Paraguaçu Paulista.
    Após a produção do biogás, os materiais utilizados no processo retornam à área de produção como biofertilizantes – revitalizando o solo e representando um avanço na safra brasileira de cana-de-açúcar.
    Os benefícios são ambientais e financeiros, já que os preços dos fertilizantes químicos produzidos globalmente pela Rússia dispararam no ano passado com o início da invasão russa da Ucrânia.
    A usina de Paraguaçu Paulista é certificada para a comercialização de créditos de carbono.
    “Com o comissionamento das duas usinas, a Cocal fortalecerá sua garantia de abastecimento e se posicionará entre as maiores produtoras de biometano do país e uma das pioneiras da política carbono zero”, completa Gustavo Silva.

    LEAVE A REPLY

    Please enter your comment!
    Please enter your name here