CM File Manager e Kika Keyboartd são removidos da Play Store após fraude

A Google tomou a decisão de remover os aplicativos CM File Manager e Kika Keyboard da Play Store após uma investigação interna. Os apps, desenvolvidos pela Cheetah Mobile e da Kika Tech foram supostamente envolvidos em esquema de fraudes no número de downloads recentemente.

A empresa descobriu que esses dois aplicativos continham códigos que podem ser usados para executar fraudes em anúncios por meio de várias técnicas.

Levamos essas alegações muito a sério e nossas políticas para desenvolvedores do Google Play proíbem comportamentos fraudulentos e mal-intencionados em nossa plataforma. Se um aplicativo viola nossas políticas, nós agimos ”

Google, em comunicado sobre a remoção dos apps.

Na semana passada, a Cheetah Mobile divulgou um comunicado no qual tentava transferir a culpa pela fraude para SDKs de terceiros: 

A Cheetah Mobile não tem controle sobre essas plataformas de publicidade de terceiros. A empresa não tem a intenção ou a capacidade de direcionar essas plataformas de publicidade para se engajar nas alegadas “injeções de cliques”

É difícil saber se a Cheetah Mobile corroborou com as fraudes com cliques. Mesmo tentando transferir a responsabilidade pelas fraudes de anúncios a terceiros, a empresa obteve vantagens com o esquema e e deveria ter examinado esses serviços antes de lançá-los. A Kika Tech também descartou as alegações e disse que não encontrou provas de fraude em seus aplicativos.

A Cheetah já havia retirado outros dois aplicativos – Battery Doctor e CM Locker – temporariamente da Play Store. Ambos já haviam sido baixados mais de 300 milhões de vezes.