Barco de migrantes à deriva no Mediterrâneo é reabastecido, mas sem resgate, diz ONG

MILÃO, 10 Abr (Reuters) – Um navio mercante está entregando combustível e água para um barco com cerca de 400 imigrantes a bordo, que está em perigo entre a Grécia e Malta, mas as autoridades maltesas ordenaram que não realizasse um resgate envolvendo o ONG alemã Sea-Watch Isso foi anunciado internacionalmente na segunda-feira.

O navio, que deixou Tobruk, na Líbia, em meio a um forte aumento de barcos de migrantes que cruzam o Mar Mediterrâneo vindos do norte da África, foi relatado pelo serviço de emergência Alarm Phone no início do domingo como estando à deriva e tomando água.

De acordo com o Alarm Phone, o barco estava na área de busca e resgate (SAR) de Malta.

A Sea-Watch International, que localizou o barco com um de seus dois aviões, acusou Malta na segunda-feira de não querer salvar as pessoas a bordo, embora estivessem em sério perigo e o navio lutasse contra ondas de 1,5 metro.

“Se o barco continuar, talvez chegue à Itália e Malta não terá que levar as pessoas”, disse ele em sua conta no Twitter.

As autoridades maltesas não responderam a vários pedidos de comentários.

Em outro episódio, pelo menos 23 africanos estavam desaparecidos e quatro morreram no sábado, depois que seus dois barcos afundaram na Tunísia enquanto tentavam chegar à Itália.

Na semana passada, 440 migrantes foram resgatados em Malta após uma complexa operação de 11 horas em mares tempestuosos pelo navio de caridade Geo Barents, dos Médicos Sem Fronteiras (MSF).

Quase mil migrantes chegaram à ilha italiana de Lampedusa, ao sul da Sicília, no domingo, segundo a agência de notícias ANSA.

Reportagem de Giulio Piovaccari; reportagem adicional de Christofer Scicluna em Valletta; escrito por Giulio Piovaccari; Adaptação de Toby Chopra e Barbara Lewis

Nossos padrões: A Política de Confiança da Thomson Reuters.

By Carlos Eduardo

"Fã de música. Geek de cerveja. Amante da web. Cai muito. Nerd de café. Viciado em viagens."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *