Artistas negros pedem que Hollywood prove 'Black Lives Matter' - 23.06.2020

Mais de 300 atores e cineastas negros, incluindo Idris Elba, rainha de Latifah e Billy Porter, pediram hoje a Hollywood que pare de investir recursos na polícia dos EUA e investir em conteúdo anti-racista.

Uma carta aberta endereçada a “Nossos Aliados de Hollywood” atacou o que ele chamou de “legado da supremacia branca” na indústria e diz que Hollywood está “fomentando uma epidemia de violência policial e cultura anti-negra”.

A carta, organizada pelo grupo de Hollywood 4 Black Lives, foi escrita em meio a um processo de reconhecimento político e cultural do racismo sistêmico nos Estados Unidos e protestos em massa pelo assassinato de negros pela polícia.

Requisitos específicos exigem a interrupção do recrutamento policial nas filmagens e a pressão das autoridades da cidade de Los Angeles para reduzir o orçamento da polícia.

A carta pedia que a indústria do cinema e da televisão “acabasse com a glorificação deliberada da brutalidade policial e da corrupção nas histórias”, e os estudos empregam mais negros com poderes executivos, orçamentários e de tomada de decisão.

Programas policiais que aparecem há décadas, como “Policiais” e “Live PD”, foram cancelados no início deste mês.

Várias celebridades, incluindo os apresentadores Jimmy Kimmel e Jimmy Fallon e a criadora da série “30 Rock”, Tina Fey, pediram desculpas publicamente por fazerem uma “cara negra” no passado.

By Patricia Joca

"Professional troublemaker. Friend to animals everywhere. Social media expert. Dedicated analyst. Amateur entrepreneur."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *