Aliados de Bolsonar visam ações da PF contra atos antidemocráticos – 16.06.2020

0
24
Aliados de Bolsonar visam ações da PF contra atos antidemocráticos - 16.06.2020

Esta manhã, a polícia federal está cumprindo 21 mandados de busca e apreensão contra os aliados do presidente Jair Bolsonar (nenhum partido). Entre os alvos estão os líderes da sigla que o presidente está tentando encontrar, Aliança pelo Brasil, deputado federal e blogueiros e youtubers de direita.

As ordens foram do STF (Supremo Tribunal Federal) e foram aprovadas como parte de uma investigação liderada pelo ministro Alexandre de Moraes. O processo explora a fonte de financiamento e a estrutura de financiamento de grupos suspeitos de promover manifestações de rua com diretrizes antidemocráticas.

Os agentes de PF foram mobilizados em cinco estados (São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Maranhão e Santa Catarina) e no distrito federal.

Todas as informações e evidências reunidas pela Polícia Federal também podem ser usadas em outra investigação em andamento no Supremo Tribunal Federal: que investiga a produção e disseminação de notícias falsas. A investigação também vinculou partidários do presidente e membros do alto escalão da Bolsonar.

Metas

Entre as 21 metas da ação operacional realizada hoje estão Luiz Felipe Belmonte e Sérgio Lima, vice-presidente e trader da Aliança pelo Brasil. Os dados foram confirmados para a agência Twitter autor Lima. Segundo ele, os policiais estavam em seus endereços domésticos e comerciais nesta manhã.

Um blogueiro de direita e um youtuber conhecido como Ravox também estão entre os pesquisados.

Por meio das mídias sociais, o deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) e o jornalista Allan dos Santos, no site “Tuesday Free”, informaram que policiais federais estavam em casa hoje de manhã. Ambos são partidários dos bolsonares. Allan era o alvo da busca e apreensão.

“Polícia federal no meu apartamento. Estou realmente perturbando algumas esferas do antigo governo. E vou ser mais difícil a cada dia nesta guerra”, escreveu o deputado Daniel Silveira no Twitter.

Em nota, a “Terça-feira Livre” disse que a Polícia Federal estava de volta à sua sede, a casa de Allan dos Santos. O jornalista já havia sido alvo de uma busca e apreensão na operação de PF de 27 de maio. Havia 29 mandados para investigar uma rede que financiava notícias falsas.

Ontem, a ativista Sara Winter, líder do Grupo dos 300 no Brasil, foi presa temporariamente na mesma investigação que investiga atos contra a democracia.

A investigação foi aberta em abril, a pedido da Procuradoria do Estado, para investigar a organização e o financiamento de atos antidemocráticos sob a Lei de Segurança Nacional. Vários deles participaram com Bolsonar, que veio falar em uma das manifestações realizadas em frente à sede do exército em Brasília. O presidente, no entanto, não é o alvo da investigação.

* Com informações da Reuters

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here