Emirates lançou a primeira sonda árabe para Marte em julho - 19.5.2020

Escrito por Fanny Potkin e Anshuman Daga

CINGAPURA (Reuters) – A empresa de pagamentos e transporte do sudeste asiático Grab anunciou na terça-feira que demitirá mais de 300 funcionários devido aos efeitos do coronavírus, na última falha do seu financiador SoftBank Group.

Pessoas familiarizadas com o problema notificaram a startup mais valiosa do sudeste da Ásia, avaliada em US $ 14 bilhões, informou a equipe de corte de custos em uma reunião da prefeitura.

O CEO Anthony Tan disse à equipe em nota vista pela Reuters que a empresa cortaria pouco menos de 5% de sua força de trabalho, ou cerca de 360 ​​funcionários. A empresa já havia solicitado aos funcionários que tirassem licença voluntária não remunerada.

A Grab, que opera em oito países, não enfrentou restrições de capital e estaria “abandonando projetos irrelevantes, consolidando equipes e articulando para se concentrar nas entregas”, disse a porta-voz.

Atualmente, o Grab possui reservas de três bilhões de dólares, de acordo com uma fonte informada.

“A empresa (Grab) está no modo de crescimento há muitos anos em muitos setores verticais e precisa fazer ajustes para se tornar mais focada”, disse Jianggan Li, da equipe de consultoria Momentum Works de Cingapura.

“Com capital suficiente na conta e pressão competitiva reduzida, é preciso realmente focar na criação de serviços essenciais que serão lucrativos”.

By Carlos Eduardo

"Fã de música. Geek de cerveja. Amante da web. Cai muito. Nerd de café. Viciado em viagens."

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *